Foto: Mary Porfiro

Nesta segunda-feira, 13, começa no Tocantins a Campanha Papai Noel dos Correios 2017. A campanha nacional contempla cartas de quaisquer crianças ao Papai Noel e também cartas de estudantes de escolas da rede pública até o 5º ano do ensino fundamental, além de instituições parceiras, como creches, abrigos, orfanatos e núcleos socioeducativos.

Desde 2010, os Correios fazem a parceria a fim de trabalhar ações como o desenvolvimento da habilidade da redação de carta, o endereçamento correto e o uso do CEP.

A campanha começou por iniciativa dos próprios empregados e se consolidou, ao longo dos últimos 28 anos, como uma das maiores campanhas natalinas e uma das principais ações de responsabilidade social dos Correios.

A adoção na campanha é feita da mesma maneira em todo o Brasil. As cartas enviadas pelas crianças são lidas e selecionadas. Em seguida, são disponibilizadas na casa do Papai Noel ou em outras unidades da empresa. Os Correios não entregam cartas para adoção diretamente à população, em suas residências. As cartas do Papai Noel dos Correios ficam disponíveis apenas nos locais indicados pela empresa.

Para ser um padrinho ou madrinha, basta ir em uma agência, escolher uma carta e depois entregar o presente na mesma unidade, para que posteriormente a entrega seja feita no próprio fluxo postal pelos Correios. Não é permitida a entrega direta do presente. Para assegurar a observância desse critério, o endereço da criança não é informado ao padrinho.

As cidades de Palmas, Araguaína, Gurupi, Porto Nacional e Paraíso do Tocantins, participam da Campanha, mas crianças de todo o estado podem enviar as cartinhas, desde que sejam menores de 10 anos e estejam em condição de vulnerabilidade social. A carta deve ser manuscrita.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.