Deputado Wanderlei Barbosa (SD)
Deputado Wanderlei Barbosa (SD)

Na manhã desta quarta-feira, 12, o deputado Wanderlei Barbosa(SD) em seu pronunciamento citou algumas manchetes de veículos de comunicação de Palmas que fala sobre a falta de professores nas escolas do Município. O parlamentar voltou a criticar o polêmico projeto do Prefeito Carlos Amasha(PSB), que cria 320 cargos de monitores em substituição aos profissionais da educação aprovado em 1º de julho deste ano pela Câmara de vereadores.

Segundo Wanderlei Barbosa os professores que se qualificaram no Tocantins e até em outros estados brasileiros por força de um curso universitário que deveriam receber R$ 3.400,00 respeitando o piso praticado no País estão tendo que se sujeitar a redução do salário para R$ 1.900,00 como ‘cuidadores’ e outros a menos de R$1.000,00. “É uma atitude que considero imoral pela desvalorização da educação do nosso estado. Principalmente porque é na capital, no município mais denso, no centro administrativo desse estado, uma referência em comércio, uma referência universitária, mas o prefeito achou por bem desvalorizar a educação”, ressaltou.

O deputado destacou ainda que o prefeito Carlos Amasha, prefere plantar grama e pintar meio fio do que cuidar das escolas. “A educação é o início de tudo, as nações que evoluíram na vida, que cresceram que deram certo, elas partiram do princípio que é a educação é a base”, disse.

Vans

O deputado também mostrou preocupação com o Decreto nº 1.076, da Prefeitura de Palmas, uma resolução publicada no dia 17 de julho, que delimita a rota do transporte alternativo utilizado pelos tocantinenses que viajam para a capital. Os veículos não poderão circular fora do percurso estabelecido no decreto, ou seja, não poderão entrar nas quadras e deixar o passageiro no destino.

A medida imposta pela prefeitura não agradou a cooperativa de transporte alternativo do Tocantins. De acordo com o parlamentar, a medida prejudica a camada humilde da sociedade que não tem carro e vem para Palmas de van e o prefeito nas suas atitudes politiqueiras quer prejudicar mais essa camada social. “Nós vamos averiguar tudo isso, inclusive o transporte escolar que está sendo utilizado neste município, já recebemos algumas reclamações. Tenho arrependimento do prefeito que ajudei a eleger”, finaliza.

 

 

 

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.