A Prefeitura de Araguaína, por meio da Secretaria da Habitação, deverá divulgar a lista com o nome dos sorteados do Programa Municipal Casa Para Quem Precisa no Diário Oficial Municipal desta terça-feira, 16. Os sorteios para selecionar os beneficiários de 500 casas foram realizados nas últimas quinta e sexta-feira, dias 11 e 12, no Estádio Mirandão. Cerca de dez mil pessoas que estão cadastradas no programa compareceram para acompanhar os sorteios.

O prefeito Ronaldo Dimas acompanhou os sorteios e explicou aos presentes que aqueles que não foram sorteados nesta primeira etapa, ainda terão chances de conseguir a sua casa própria. “Aqueles que estão cadastrados no Programa Casa para Quem Precisa ainda terão chances, pois tem mais de duas mil casas para serem entregues no residencial”, informou Dimas.

Nesse primeiro momento foram sorteadas 500 unidades habitacionais do Residencial Lago Azul. As famílias que não foram contempladas nesta primeira etapa dos sorteios estarão aptas a participar dos que serão realizados posteriormente. O empreendimento conta com outras 2.030 casas que também serão sorteadas.

A partir da divulgação da lista, será aberto um prazo de 10 dias para eventuais denúncias, que poderão ser feitas, diretamente, à Secretaria de Habitação, ou por meio do telefone 3411-5600. Se for comprovado que a pessoa sorteada não preenche alguns dos requisitos e se tiver alguma irregularidade no cadastro, o nome será excluído, e outro nome que estiver no cadastro reserva será chamado. Todos os cadastros dos sorteados serão analisados pela Caixa Econômica Federal.

Transparência

Para a diarista Lucimara Carlos de Brito, de 24 anos e que tem três filhos, o sonho de ter a casa própria foi realizado. “Já tinha feito um cadastrado em 2012 e nem fui aprovada; agora fui sorteada, estou muito feliz”, disse contente Lucimara.

Outra sorteada no programa foi Nancy Martins da Silva, de 54 anos, que há 10 anos lutava para conseguir uma casa própria. Segundo Nancy, o sorteio serve para saber quem ganhou a casa. “Dá pra ver direitinho”, destacou.

A dona de casa Elcivan dos Santos Matos, 30 anos, que mora em uma casa cedida, também comentou sobre a realização do sorteio para selecionar as pessoas. “Muito bom esse sorteio, a gente acompanha tudo”, disse.

Déficit habitacional

Araguaína é a segunda da Região Norte do Brasil que tem o maior programa habitacional. A primeira posição é ocupada por Belém, capital paraense. Em 2014, foram entregues 2.204 casas e a previsão é de mais 4.406 até 2016. A redução no déficit até agora foi de 18% e deve subir para 36%, após a entrega das mais de 4 mil casas.

Estrutura diferenciada

As unidades habitacionais do Lago Azul estão sendo construídas em concreto armado e tijolo e contam com portas externas metálicas, janelas em blindex, telhado cerâmico, forro em PVC, cerâmica e aquecedor solar. As casas possuem dois quartos, sala, cozinha, banheiro, pintura texturizada, área de serviço coberta e, em um deles, energia solar.

Além disso, as etapas do Lago Azul irão dispor de escola, creche, Unidade Básica de Saúde e Centro de Referência de Assistência Social, além de infraestrutura urbana completa, como pavimentação asfáltica, meios-fios, guias de sarjetas, drenagem pluvial, redes de água, esgoto, energia elétrica e telefone.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.