Orla de Marabá-Foto: CorreioCarajás

Na manhã desta quinta-feira, dia 9, a Prefeitura de Marabá vai realizar uma entrevista coletiva para anunciar medidas de restrição de circulação de pessoas pela cidade, como forma de frear uma segunda onda de covid-19 no município.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Embora a Prefeitura não tenha divulgado nada oficialmente nesta quarta-feira, 9, uma reunião realizada pelo Comitê de Crise para Enfrentamento ao novo Coronavírus nesta terça-feira, 8, decidiu que na próxima semana será publicado um novo Decreto Municipal resumindo todos os outros. Por meio dele, seria reduzido horários de funcionamento de bares e restaurantes em toda a cidade.

As forças de segurança presentes no município farão várias incursões em bares, casas noturnas etc, de forma integrada, para vistoriar a quantidade de pessoas e o uso de máscaras, por exemplo. “Foi constatado que Marabá pode entrar em colapso se não tomarmos providência contra as aglomerações. Assim, foi determinado o fechamento total da Orla até última ordem. Será a partir de sexta (18h) até domingo (02h), ficando livre nos dias úteis”, disse um membro do Comitê em um grupo de Whatsapp.

A Prefeitura de Marabá já havia tomado outras medidas neste mês de dezembro, ao perceber que o número de casos da doença e de mortes voltaram a crescer, além de o Hospital de Campanha (com leitos exclusivos para covid-19) ter sido fechado no final de novembro.

O prefeito Tião Miranda fez primeiro o dever de casa e advertiu secretários municipais para que não promovessem festa de confraternização entre seus servidores (a PMM tem mais de 9.000 funcionários).

Além disso, o prefeito mandou suspender as festividades de final de ano no município devido a pandemia do novo coronavírus. A tradicional festa reúne milhares de pessoas na orla da cidade que, claro, causa grande aglomeração.

Em nota esta semana, a Prefeitura informou que os hospitais Municipal e Regional passaram a atender a demanda de 23 municípios, totalizando uma população de mais de 1 milhão de pessoas. “As providências para o aumento de número de vagas já estão sendo tomadas pela administração municipal a fim de atender os pacientes com covid-19 de Marabá e de cidades vizinhas que estão chegando. Essa semana entrou em operação, o plano de ação traçado pela Secretaria Municipal de Saúde do município”.

Segundo a PMM, o número de atendimento de casos leves tem aumentado nos postos e hospitais. Quanto aos casos moderados e graves, o crescimento foi considerável, resultando na ocupação máxima de leitos de UTI/COVID-19 (UCE) no HMM e UTIs no Regional.

“O atendimento de primeiros sintomas continua nos postos de saúde e no HMM e a distribuição de kits de medicação está sendo feita gratuitamente no trailer montado em frente ao Hospital Municipal, das 8 às 17 horas, de segunda à domingo. Os testes estão sendo agendados normalmente, conforme o protocolo”, diz a Prefeitura de Marabá. (Ulisses Pompeu)

Comentários do Facebook