Na manhã desta quinta-feira, dia 18, a Polícia Civil do Tocantins (PC-TO), por intermédio da 10ª Delegacia de Araguatins, com apoio da Polícia Militar, efetuou as prisões de dois homens, sendo um de 20 e um de 21 anos. Na oportunidade, os policiais também efetuaram as apreensões de dois adolescentes de 13 e 16 anos, que também integram o grupo criminoso que é suspeito de furtar vários estabelecimentos comerciais de Araguatins, ao longo da corrente semana.

Comandada pelo delegado-chefe da 10ª DP, Thyago Bustorff, a ação foi deflagrada depois que os investigadores da PC passaram a diligenciar no sentido de desvendar três furtos em estabelecimentos comerciais de Araguatins. “O primeiro furto ocorreu na madrugada da última segunda-feira, quando os homens invadiram um supermercado e na terça, quando os suspeitos adentraram em um sacolão de onde subtraíram mercadorias e certa quantia em dinheiro”, disse autoridade policial.

Na sequência, na madrugada de hoje, o grupo invadiu uma ótica, localizada no centro de Araguatins, de onde subtraíram dezenas de objetos, sobretudo, joias, avaliados em mais de R$10 mil reais. “Com a consumação deste último crime, intensificamos as investigações e diligências e, com apoio do setor de inteligência da Polícia Militar e também da Força Tática, descobrimos que os autores haviam atravessado para o Pará e tentavam se refugiar em uma ilha que faz divisa com o Tocantins”, disse o delegado.

De posse das informações, os policiais saíram em perseguição e conseguiram capturar os quatro indivíduos. Na ocasião, também foram recuperados os bens furtados da ótica. Detidos, os quatro jovens, foram trazidos para Araguatins, onde os dois maiores foram autuados em flagrante por furto qualificado e também corrupção de menores. Os dois menores foram autuados por ato infracional de furto qualificado.

Módus operandi

Ainda segundo o delegado Thyago Bustorff, os suspeitos sempre agiam da mesma forma para invadir os estabelecimentos, ou seja, destelhavam os imóveis e quebravam o forro e qualquer outro dispositivo instalado a fim de ter acesso ao interior das lojas e praticar os furtos. Desse modo, além dos prejuízos com as mercadorias furtadas, os proprietários também tinham que consertar os estragos causados pelas invasões.

Após a realização dos procedimentos legais cabíveis, os dois maiores foram recolhidos à Unidade Penal de Araguatins, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário. Os dois menores foram entregues aos cuidados da Vara da Infância e da Juventude para as providências cabíveis. As investigações terão continuidade a fim de que a Polícia Civil possa esclarecer os outros dois crimes, que também estão sendo investigados.

Para o delegado Thyago, a elucidação do crime e as prisões dos suspeitos reforçam o compromisso da Polícia Civil em defesa da sociedade e na manutenção da paz e da segurança. “A ação realizada nesta quinta-feira, é de suma importância, uma vez que se tratava de pessoas que se uniram com o propósito de praticar crimes o que vinha causando perturbação da ordem e temor na cidade de Araguatins. Com a elucidação desse crime, a Polícia Civil dá uma resposta satisfatória a toda a sociedade araguatinense”, pontuou o delegado.

Comentários do Facebook