Em Araguaína, PF faz busca e apreensão contra vereador que prometeu R$ 200 em troca de voto

Em cumprimento a decisão judicial da 001ª Zona Eleitoral de Araguaína, no Norte do Tocantins, a Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (11), a Operação “Desunidos”, com o objetivo de coibir suposta captação ilícita de sufrágio por candidatos no Município de Araguaína.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Aproximadamente 12 Policiais Federais cumprem 3 mandados de busca e apreensão no município de Araguaína, expedidos pela 001ª Zona Eleitoral de Araguaína.

A Polícia Federal teve conhecimento de que um vereador, estaria prometendo R$ 200,00 reais em um grupo de aplicativo de nome “Unidos Venceremos” a cada participante que votasse no candidato recomendado.

Os investigados poderão responder, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de associação criminosa, compra de votos e falsidade ideológica eleitoral.

O nome da Operação “Desunidos” faz alusão ao grupo de aplicativo “Unidos Venceremos”, em referência ao grupo criado para troca de informações e agenciamento ilícito de eleitores.

A Polícia Federal ressalta que, em razão da situação de pandemia da COVID-19, foi planejada uma logística especial de prevenção ao contágio, com distribuição de EPIs a todos os envolvidos na missão, a fim de preservar a saúde dos policiais, testemunhas, investigados e seus familiares.

Comentários do Facebook