Elenil da Penha

No desespero para tentar eleger seu candidato, o prefeito de Araguaína comete crimes eleitorais e ainda tenta se fazer de vítima. Sem conseguir o apoio do povo, o gestor vem apelando para o que há de pior na política. Se já não bastassem as denúncias de perseguição contra servidores, atestada, inclusive, pelo Ministério Público, ele, agora, reforça o uso da máquina em prol do seu projeto de poder.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

No auge da pandemia, quando muita gente precisou de cestas básicas, em Araguaína, a prefeitura fez pouco caso. A população carente tinha que pegar longas filas para receber um kit com alimentos. Muitas famílias ficaram sem receber. Com a proximidade da eleição, tudo mudou. A entrega das cestas, compradas pelo município, no fim de outubro, por R$ 1,1 milhão, foi intensificada nos últimos dias, visando o favorecimento do candidato apoiado pelo prefeito no pleito.  Os flagrantes causaram revolta na cidade e foram denunciados pelos próprios moradores.

Temos lutado para combater todos os abusos de poder cometidos pela atual gestão no período de campanha e confiamos na Justiça para que estas práticas vergonhosas, típicas da velha política, sejam punidas com rigor.

Elenil da Penha

Candidato a prefeito

Comentários do Facebook