Maquininha de passar cartão

O fato aconteceu por volta das 19h desta sexta-feira, 01, em uma instituição de ensino superior localizada na Av. Filadélfia, Setor Oeste, em Araguaína-TO, onde, segundo um estudante do curso de Psicologia (homem de 21 anos) dois homens o abordaram se apresentando com representantes da Editora Abril, mostraram um catálogo de revistas e livros relacionados ao curso de psicologia que estavam vendendo em dez vezes de R$ 39,39.

Eles convenceram o jovem a passar seu cartão de crédito primeiramente no valor R$ 199,00; contudo alegaram que não teria dado certo a operação e, em seguida, passaram novamente o valor R$199,01 e, por fim, informaram ao estudante que este receberia as revistas assim que eles ligassem e que confirmassem a autorização do pagamento.

De início, o estudante ficou meio confuso com a história, mas percebeu que se tratava de um golpe quando verificou, via aplicativo do Banco, que ambos os valores haviam sido descontados e, ao questionar tais valores, os infratores da lei não souberam explicar, ludibriaram o estudante dizendo que iriam estornar o valor, mas logo em seguida sumiram do local a rumo ignorado.

A Polícia Militar foi acionada e, nas diligências, através de levantamento de informações junto à comunidade, os infratores da lei foram localizados intentando embarcarem na Estação Rodoviária de Araguaína, situada na Av. Santos Dumont, Setor Rodoviário.

Nas buscas, foi constatado que se tratavam de homens de 34 e 35 anos. Eles estavam de posse de três máquinas de passar cartão e dois aparelhos celulares. Um deles resistiu à prisão e foi necessário fazer uso dos meios coercitivos para conter sua ira e imobilizá-lo. Ambos receberam voz de prisão e foram conduzidos para a DP de Plantão onde, ao chegarem, outra estudante, esta de engenharia de produção (mulher de 24 anos), se apresentou aos Policiais Militares informando que também tinha caído no golpe deles.

Ela relatou que aqueles homens, utilizando o mesmo modus operandi, realizaram três operações de crédito através do cartão dela nos valores de R$ 399,00; R$ 399,01 e R$ 399,03. Ambos os infratores da lei foram devidamente presos e autuados por estelionato. Eles não são de Araguaína-TO: Um é do Ceará e o outro Rio Grande do Norte.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.