A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encerrou, nesta terça-feira (12), a Operação Nossa Senhora Aparecida 2021. Iniciadas a 00h da última sexta-feira (08), as ações voltaram-se ao monitoramento dos indicadores de esforços, criminalidade e acidentalidade, especialmente com o reforço de efetivo para o policiamento ostensivo preventivo em locais e horários de maior incidência de acidentes graves e ocorrências criminais.

Os esforços do policiamento qualificado resultaram na fiscalização de mais de 2 mil veículos e pessoas. E para coibir a perigosa combinação de álcool e direção, os agentes realizaram 144 testes do etilômetro, os popularmente conhecidos “bafômetros”.

Segurança Viária – Cumprindo com sua missão de promover a mobilidade e a segurança viária, os PRFs flagraram ainda muitos condutores e passageiros contrariando as leis de trânsito durante o feriadão. Colocaram em risco suas vidas e de outros usuários das rodovias, 11 motoristas autuados por alcoolemia ao volante – número menor que o registrado em 2020 (18 flagrantes). Obrigatório não só para o motorista, mas também para todos os ocupantes do veículo, o cinto de segurança, ou melhor, o não uso dele gerou 11 autuações, além de 2 crianças transportadas sem uso da cadeirinha – números também menores que os registrados em 2020.

Quando o assunto é ultrapassagem proibida, não importa qual o veículo; motos, automóveis ou veículos de carga, ao todo 38 condutores foram flagrados realizando essa manobra perigosa.

Motivados por diversos fatores, especialmente os relacionados ao comportamento imprudente do condutor, a PRF registrou um total de 8 acidentes nas rodovias federais que cortam o Estado do Tocantins, 1 a menos do que o registrado em 2020. O número de pessoas feridas também foi menor que o registrado em 2020, caiu de 11 para 5 pessoas. O número de vítimas fatais aumentou de 1 para 6 – um total de 3 acidentes provou a morte de 6 pessoas, sendo que 5 delas foram em dois acidentes do tipo colisão frontal, ambos envolvendo caminhões.

Comentários do Facebook