Policiais apreenderam maconha, cocaína, crack e comprimidos de LSD — Foto: Divulgação/SSP

Em mais uma ação contra o tráfico de drogas em Palmas, a Polícia Civil do Tocantins, por meio da 1ª Divisão Especializada Repressão a Narcóticos (1ª Denarc) de Palmas, efetuou na noite desta segunda-feira, 5, na região Sul da Capital (Aurenys e  setor Santa Fé), a apreensão de mais de 15 quilos de maconha, um quilo de cocaína, um quilo de crack, 30 comprimidos de LSD (ácido Lisérgico), uma pequena máquina de prensagem de cocaína e uma motocicleta clonada.

Conforme o delegado-chefe da 1ª Denarc, Enio Walcácer, duas pessoas foram presas, um homem e uma mulher. A mulher, inclusive, é candidata ao cargo de vereador em uma prefeitura do interior. Ela confessou que não tem interesse em se eleger e que apenas se candidatou para cumprimento de cotas exigido pela legislação eleitoral.

Coordenada pela 1ª Denarc, a operação foi batizada de Capitidra (Cabeça da Hidra) numa alusão ao desdobramento da operação Hidra de Lerna, cujo objetivo é desmantelar o tráfico de drogas a partir de suas ramificações fora dos presídios. Desse modo, a equipe da 1ª Denarc monitorou durante o fim de semana um dos gerentes desses líderes de facções criminosas que ficam nos presídios e localizou dois pontos do tráfico, um com maior quantidade usado para armazenar as drogas e o outro para revenda.

Além da 1ª Denarc, a operação teve as participações do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público Estadual do Tocantins (MPE-TO) e do Departamento Estadual de Trânsito do Tocantins (Detran-TO). A Denarc é uma Divisão da Diretoria de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado (Dracco) da Polícia Civil do Tocantins.

Comentários do Facebook