Deputado Estadual Léo Barbosa

O deputado estadual Léo Barbosa (SD) apresentou na Assembleia Legislativa requerimentos solicitando a militarização de escolas estaduais da região sul de Palmas. A solicitação também foi requerida por meio de um ofício protocolado no Palácio Araguaia direcionado ao Governador em exercício Wanderlei Barbosa.

A intenção do parlamentar é militar o Colégio Santa Rita no Aureny I, na região sul de Palmas e Colégio Duque de Caxias no Distrito de Taquaruçu.

Para Leo Barbosa as escolas administradas pela Polícia Militar (PM) proporcionam uma educação com princípios militares. “A transformação dessas escolas para militar proporcionará melhor atendimento à comunidade das Aurenys, bairros próximos, Assentamentos e Taquaruçu , além de alunos mais disciplinados”, disse o parlamentar.

Barbosa justifica a militarização das escolas afirmando que o modelo  ocorre em busca de alternativas para melhorar, ainda mais, a educação da região. “Vemos uma busca muito grande por essas unidades militares que trazem uma conduta militar aos alunos do ensino fundamental e ensino médio, o que vem só melhorar o rendimento escolar desses alunos”, frisou.

Barbosa destaca ainda que os colégios militares são instituições de ensino que apresentam bom desempenho em avaliações nacionais e que muitas famílias aprovam a metodologia utilizada neles a exemplo de outras escolas já existentes no Tocantins que possui resultados positivos. “O resultados positivos são visíveis nas notas no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) e no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)”, destacou.

Atualmente há duas unidades implantadas na Capital, uma na quadra 604 Sul e outra na quadra 206 Norte, que atendem ensino fundamental e médio, respectivamente. (Elisângela Silva)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.