Assembleia Legislativa do Tocantins
Assembleia Legislativa do Tocantins

Os deputados repercutiram na sessão vespertina desta quarta-feira, dia 18, a prestação de contas do Governo do Estado, apresentada ao Legislativo na manhã de hoje, referente ao segundo quadrimestre de 2017. Os parlamentares não pouparam críticas à situação econômica do Estado, associando-a à falta de planejamento do Executivo.

Saí da audiência pública [de prestação de contas] com a certeza de que o Governo é incapaz de apresentar alternativa ao caos financeiro instalado no Tocantins, criticou o deputado Zé Roberto (PT). Segundo ele, os técnicos do Governo apresentaram os problemas, mas nenhuma solução.

No mesmo sentido, Paulo Mourão (PT) quis saber como o Governo pretende, por exemplo, realizar concursos e dar posse a novos procuradores e policiais militares. Como isso será feito? Será que estão brincando conosco? Ou será que anunciam [o concurso da PM] porque o ano que vem é eleitoral?, questionou.

As críticas foram feitas também pelos deputados Alan Barbiero (PSD), José Augusto Pugliese (sem partido) e Eduardo Siqueira Campos (DEM). Como forma de economizar recursos públicos, Eduardo Siqueira sugeriu que o Governo entregue os imóveis alugados, já que prédios não faltam na Praça dos Girassóis.

Defesa

Ao rebater as críticas, a líder do Governo na Casa, Valderez Castelo Branco (PP), garantiu que os técnicos do Executivo apresentaram com verdade e transparência o relatório econômico-financeiro do segundo quadrimestre deste ano.

É verdade que alguns números são desfavoráveis neste momento, mas quero lembrar que tudo o que foi apresentado é fruto da crise pela qual passa o país. Ressalto também que o governo Marcelo Miranda vem trabalhando desde o início do mandato no sentido de corrigir as distorções que oneram a folha de pagamento, concluiu. (Rubens Gonçalves)

Comentários do Facebook