DECA COLINAS-TOA Polícia Civil, por intermédio da Delegacia Especializada da Criança e do Adolescente – Deca de Colinas do Tocantins prendeu, no último dia 27 de Setembro, o mega traficante, Wesley Dias Monteiro, 25 anos de idade, também conhecido como “Coyote”. Ele foi preso em Goiânia pelos agentes da DECA com apoio Da Polícia Civil de Goiás, sob o comando da Delegada Drª. Olodes Maria Oliveira Freitas, após 08 dias de diligências e um brilhante trabalho de estratégia e inteligência.

De acordo com as investigações da Polícia Civil, Wesley é apontado como um dos maiores traficantes da região Centro Oeste e Norte do país e chegava a movimentar aproximadamente R$1.000.000,00 (Um Milhão de Reais) em substâncias entorpecentes por mês. Todos os traficantes que trabalhavam sob o comando de Wesley no Tocantins já foram presos pela Polícia Civil. Dentre eles se encontram Fábio da Conceição, vulgo “Bahianinho”, Éder Martins de Oliveira, Jansley Cavalcante Barbosa, vulgo “Magrão”, Kennedy da Cruz de Abeu, vulgo “Flávio” e Anderson dos Santos Cruz, também conhecido como “Fala Mansa”, que além de distribuidor de drogas é apontado pelas investigações como sendo pistoleiro, acusado de ter praticado 28 homicídios.

A operação para prender “Coyote” foi executada pelos agentes da Deca, após um minucioso levantamento dos prováveis locais onde o traficante poderia estar escondido, pois o mesmo vinha mudando de endereço constantemente, não usava aparelhos celulares, bem como evitava locais que facilitassem sua identificação.

Desta forma, os Policiais optaram por monitorar os locais onde seria mais provável que o acusado frequentasse devido ao fato de o mesmo ser bastante vaidoso e ser adepto do fisiculturismo. Diante disso, os agentes resolveram monitorar e fazer campanas nos prováveis locais onde “Coyote” poderia ser encontrado e, como foi previsto o indiciado apareceu em uma academia que estava sendo monitorada e, quando o traficante se encontrava em um dos aparelhos do estabelecimento, foi abordado e preso por policiais civis do Tocantins e de Goiás.

Logo após a prisão de Wesley Dias Monteiro, os agentes de Polícia seguiram para a casa de Wanderson da Silva Martins, cunhado do acusado, tendo em vista que o mesmo recebia em sua conta, dinheiro oriundo da mercancia de substâncias entorpecentes.

Mediante o que foi apurado, Wesley Dias Monteiro, vulgo “Coyote”, era considerado o maior distribuidor de drogas do Centro-Norte do Estado do Tocantins. Ele também atuava fortemente nos Estados do Pará, Goiás, Mato Grosso e Maranhão, bem como, foi o mandante da morte de Elias José de Sousa, vulgo “Goiano”. Com a prisão de Wesley, todos os envolvidos na morte de “Goiano” foram presos por agentes de Polícia da Delegacia Especializada da Criança e do Adolescente de Colinas-TO.
Também foram apreendidos em poder de Wesley Dias Monteiro, um veículo Hyundai, modelo Santa Fé e a quantia aproximada de R$10.500,00 (Dez Mil e Quinhentos Reais) em espécie.

Durante as ações da operação que foi iniciada em Março com o nome de “Frango”, passou a ser denominada “Truck” e se encontra em andamento com o nome “Papa Léguas”, mais de 70 traficantes já foram presos, mais de 20 veículos apreendidos, 150 quilos de drogas apreendidos e aproximadamente R$60.000,00 (Sessenta Mil Reais) em espécie, além de quantias que se encontram bloqueadas em contas bancárias de traficantes. Também foram repassados vários alvos para a Polícia Federal que culminaram na apreensão de dezenas de quilos de drogas e na prisão de outras pessoas envolvidas com o tráfico.
As ações da Operação “Papa Léguas” serão intensificadas com o objetivo de localizar e prender mais pessoas envolvidas com o tráfico de drogas. A ação que resultou na prisão de “Coyote” teve o apoio da Polícia Civil do Estado de Goiás.

Comentários do Facebook