Com o intuito de promover a prevenção e combate ao vírus HIV, a Casa A+ com apoio do Governo do Estado do Tocantins, por meio da Secretaria Estadual da Saúde (SES-TO), realiza testagens em Palmas, após agendamentos virtuais. Os testes utilizados pela organização foram disponibilizados pela SES-TO por meio do Governo Federal. A iniciativa de enfrentamento ao contágio e suporte às pessoas soropositivas, conta ainda com a participação da Diocese Anglicana de Brasília e Anglican Aliance (CESE) e do Serviço Anglicano de Diaconia e Desenvolvimento (SADD), que são parceiros dessas ações.

Para a realização do exame na Casa A+, é necessário o agendamento via formulário online. Neste momento de pandemia de coronavírus e pensando em evitar aglomerações, além da testagem realizada na sede da organização, a iniciativa ainda conta com o “serviço volante”, que são transportes que levam os autotestes para aqueles que não podem se locomover até a Casa.

Atendendo cerca de 574 pessoas dos municípios de Palmas, Paraíso, Araguatins, Araguaína, Colinas e Aliança do Tocantins, a organização voluntária ressalta que a testagem oferecida, não é voltada somente para o público LGBTQIA+, mas para toda a sociedade. Ela acrescenta ainda, a importância da prevenção em todos os grupos sociais. Segundo o coordenador da Casa A+, reverendo Magela Neto, a iniciativa de realização dos autotestes é  uma maneira eficiente de combate à contaminação do vírus.

“Acreditamos que os autotestes de HIV são as ferramentas mais importantes que a comunidade possui atualmente para  lutar contra o vírus. É preciso ter como ponto prioritário atender as populações que sofrem com vulnerabilidade social. Entretanto, ao contrário do que  muitos pensam, o vírus não atinge somente pessoas da comunidade LGBTQI+, muitas das pessoas que possuem o vírus são homens que fazem sexo com homens (HSH), mas possuem relacionamento hétero. Para eles também é necessário aderir ao método preventivo,” explicou.

O Coordenador ressalta de maneira esperançosa que é possível viver de maneira saudável com o vírus, caso haja um  diagnóstico inicial. “Hoje já existem medicamentos bons e eficazes que permitem que o soropositivo viva com o vírus, exercendo todas as suas práticas diárias sem qualquer empecilho,” disse.

Casa A+

A Casa A+ fica localizada em Palmas na quadra 503 Norte Alameda 5 Quadra 3 Lote- 09. Fruto do trabalho da Organização A Associação Anglicana de Solidariedade do Cerrado, ela atua na Capital desde 2011, com o principal objetivo em acolher a população de um modo geral, mas focando em grupos mais vulneráveis ao HIV (jovens, gays, homens que fazem sexo com homens/HSH, travestis, transexuais, profissionais do sexo e usuários de drogas).

A Casa A+ tem como missão atuar na prevenção das Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST’s), oferecer assistência social, viabilizar acesso a saúde, defesa de direitos, principalmente das pessoas vivendo com HIV ou doentes de AIDS e Hepatites Virais, além de ações de advocacy para a população geral, com foco nos grupos mais vulneráveis.

Quem quiser entrar em contato para saber mais sobre o trabalho da Casa A+ pode mandar no instagram da organização: https://www.instagram.com/casaamais/

Comentários do Facebook