Gilmar Mendes e Kátia Abreu
Gilmar Mendes e Kátia Abreu

O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes prorrogou por 60 dias o prazo de conclusão de uma investigação contra a senadora Kátia Abreu (PMDB-TO).

Ela foi acusada por delatores da Odebrecht de ter recebido R$ 500 mil por meio de caixa dois para as eleições de 2014, oportunidade em que foi reeleita para o Senado.

Algumas etapas da investigação, como depoimentos de citados, o levantamento dos interesses da construtora no estado do Tocantins e a prestação de contas da campanha da peemedebista, não foram concluídas e, por isso, Mendes decidiu dilatar sua duração. (Murilo Ramos/Época)

Comentários do Facebook