Eduardo Siqueira Campos
Eduardo Siqueira Campos
Eduardo Siqueira Campos

O candidato a deputado estadual pelo PTB Eduardo Siqueira Campos participou de comício na noite da última quinta-feira, 25, na região norte de Palmas, e comentou sobre as novas evidências apresentadas pela Polícia Civil de Goiás que ligam o candidato a governador Marcelo Miranda (PMDB), da coligação “A experiência faz a mudança”, aos quatro presos em Piracanjuba com R$ 504 mil em espécie em um avião.

Eduardo, que foi acusado por Marcelo de ser um dos mentores da “armação” para prejudicar sua candidatura, conclamou os eleitores a “tirar de uma vez por todas esses males que ainda rondam o Tocantins”. “Pois saibam que eles passaram a semana tentando culpar, jogar a culpa em Sandoval, em mim, em nós, mentindo descadaramente para a nossa população, até que a polícia revelou as imagens daquele que rondou o Palácio por sete anos”, disse.

Eduardo se referiu ao irmão de Marcelo Miranda, José Edmar Brito Miranda, que aparece no vídeo divulgado pela polícia goiana ao lado de Douglas Schmitt no Hotel Athena, em Goiânia, um dia antes de Douglas ser preso com os R$ 504 mil. “Assistam os telejornais, busquem a verdade. Eu só não quero é perder para a mentira, para a vergonha”, afirmou.

O candidato petebista alfinetou ainda a senadora Kátia Abreu (PMDB), candidata à reeleição, ao pedir apoio à candidatura de Eduardo Gomes. “Arranquem a tramela do gabinete daquela senadora e coloque alguém que entenda de gente, que é Eduardo Gomes” afirmou.

Eduardo concluiu seu discurso reafirmando o pedido de apoio a Sandoval Cardoso, Eduardo Gomes e aos candidatos das coligações proporcionais. Ao final, lembrou do seu pai, o ex-governador Siqueira Campos. “Se Siqueira se aposentou é porque ele enxergou ao algo novo, decente, correto, que tem com sua cabeça jovem, condições para governar o Tocantins”, finalizou.(Brasil247)

Comentários do Facebook