Delegacia de Araguatins

Encontra-se recolhido na Cadeia Pública de Araguatins, no norte do Tocantins, um indivíduo de 49 anos de idade, suspeito pela prática do crime de estupro de vulnerável. Ele foi capturado no final da tarde desta quarta-feira, 26, por policiais civis da 1ª Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher e Vulneráveis (1ª DEAM-V), comandados pelo delegado Eduardo Morais Artiaga, em virtude de cumprimento a mandado de prisão preventiva, expedido pelo juízo da Comarca de Araguatins.

Segundo a autoridade policial, o crime de estupro foi levado ao conhecimento da Polícia Civil por meio do Disque 100, onde foi relatado que, no ano de 2018, uma criança de apenas 11 anos de idade na época dos fatos teria sido abusada sexualmente pelo tio, quando vinha passar as férias escolares em Araguatins com seu pai.

Conforme apontaram as investigações da Polícia Civil, o pai da vítima deixava a criança na casa de sua irmã, que é casada com o investigado, onde havia outras crianças da mesma faixa etária. Nesse período, o homem percebeu que sua filha estava muito retraída, desconfiou que algo não estava bem, e resolveu conversar com a menor quando ela então disse que o esposo de sua tia havia pego em seu seio, motivo que fez com que retirasse imediatamente a filha da casa de sua irmã.

Diante dos indícios da materialidade delitiva, o delegado Eduardo Moraes Artiaga resolveu requisitar escuta especializada e exame de conjunção carnal, onde restou comprovado que além do toque no seio, houve a conjunção carnal de forma reiterada, fato que veio a confirmar a suspeita dos investigadores de que o trauma vivenciado pela vítima ainda estava muito latente, para ser apenas toque no seio.

De acordo com a autoridade policial, após saber da investigação, o autor do estupro ficou transtornado e começou a ameaçar o cunhado, pai da vítima, de que se o encontrasse em seu caminho não saberia o que seria capaz de fazer, não restando outra a saída a não ser pedir a prisão preventiva do autor para que as investigações fossem concluídas.

Desse modo, os policiais civis foram até à residência do suspeito e o conduziram até à sede da 1ª DEAM-V, onde a autoridade policial deu cumprimento à ordem judicial. Após os procedimentos legais cabíveis, o homem foi encaminhado à carceragem da Cadeia Pública de Araguatins, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Comentários do Facebook