Coronel da Polícia Militar do Tocantins, Deroci Putencio de Sousa, suspeito de milícia no Maranhão — Foto: Reprodução

O coronel da Polícia Militar do Tocantins preso suspeito de integrar uma milícia no Maranhão foi identificado como Deroci Putencio de Sousa. Segundo o Portal de Transparência do Tocantins, o militar é da reserva e ganha R$ 37.643,96. Ele foi preso durante uma operação da Polícia Civil do Maranhão na zona rural de Fernando Falcão (MA).

A Polícia Militar do Tocantins informou, em nota à TV Anhanguera, que recebeu a notícia sobre a prisão do coronel e aguarda comunicação formal necessária das autoridades responsáveis, o que poderá ocorrer após a audiência de custódia, para então, emitir manifestação mais adequada sobre o caso. Já a defesa disse que não irá se manifestar e que confiança na Justiça e na inocência dos envolvidos.

Fazendeiro, coronel e PMs são presos por suspeitas de envolvimentos em milícia no interior do MA — Foto: Divulgação

A ação aconteceu neste domingo (7), após denúncias de moradores da região. Segundo a polícia um grupo armado que fazia a segurança de um fazendeiro, que supostamente estaria ameaçando a população causando prejuízo aos atuais moradores da região, que é alvo de uma disputa de terras.

Dez pessoas foram presas em flagrantes, incluindo policiais penais do Pará, um sargento da PM do Maranhão e o coronel da PM do Tocantins, que ainda teria resistido à prisão. Há outras pessoas do Tocantins entre os presos. (G1)

Comentários do Facebook
Artigo anteriorAmaral Agente de Saúde coloca pré-candidatura na rua e pode surpreender no cenário político de Miranorte
Próximo artigoDeputado Amélio Cayres participa da 18ª Cavalgada de Goiatins