Banking - Divulgação

A região Norte registrou crescimento expressivo no e-commerce. As vendas online mais que dobraram (142,04%) na comparação de maio de 2020, com o mesmo mês de 2019. O faturamento do setor, nesse mesmo período, também teve alta: 133,47%. Os dados são do índice MCC-ENET, levantamento desenvolvido pelo Comitê de Métricas da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net) em parceria com o Movimento Compre & Confie.

Ao avaliar a composição regional, mesmo apresentando um bom resultado, o Norte ocupou a terceira posição. Nordeste e Sudeste lideraram com (165,77%) e (145,39%), respectivamente. Enquanto o Centro-Oeste (109,38%) e o Sul (89,49%) ficaram nas últimas colocações.

“O mês de maio mostrou de forma mais acentuada os impactos do Covid-19 no varejo brasileiro. Os números da região Norte comprovam que tivemos uma grande mudança no comportamento dos consumidores em todo o Brasil, com migração de compras para o comércio eletrônico. Algumas das tendências que aconteceriam apenas daqui alguns anos foram antecipadas para o momento presente como, por exemplo, o forte crescimento das vendas de categorias de bens não-duráveis, saúde e até mesmo produtos perecíveis.”, afirma André Dias, coordenador do Comitê de Métricas da camara-e.net e diretor executivo do Compre & Confie.

Vendas online no Norte

O índice de vendas do comércio eletrônico do Norte, na comparação de maio frente a abril, também teve um aumento: 37,81%. No acumulado do ano, registrou alta de 79,78%, dessa forma, ficou em segundo lugar ao comparar com as demais regiões. Novamente, o destaque foi do Nordeste (93,73%). Em terceiro ficou o Sudeste (72,57%), seguido por Centro-Oeste (68,33%) e Sul (57,89%).

Faturamento do Norte

Na métrica de faturamento, o Norte segue com desdobramentos positivos, registrando alta de 38,29% em maio, em relação a abril. No acumulado do ano, a expansão foi de 66,96%, ocupando assim, a vice-liderança na composição regional, ficando atrás somente do Nordeste com 94,59%. Em terceiro lugar, ficou o Sudeste com 65,24%, seguido por Centro-Oeste (54,78%) e Sul (49,50%).

Metodologia do MCC-ENET

Os índices mensais vêm da comparação dos dados do último mês vigente em relação ao período base (média de 2017). Para compor o índice, o Compre & Confie coleta 100% de todas as vendas reais de grande parte do mercado de e-commerce brasileiro, utilizando adicionalmente processos estatísticos para composição das informações do mercado total do comércio eletrônico brasileiro. Também são utilizadas informações dos indicadores econômicos nacionais do IBGE, IPEA e FGV.

O MCC-ENET traz uma visão completa a respeito do e-commerce no país a partir da análise das seguintes variáveis: percentual nacional e regional de vendas online, faturamento do setor e tíquete médio. Outras métricas analisadas mensalmente são participação mensal do e-commerce no comércio varejista e crescimento do setor no varejo restrito e ampliado, além da distribuição das vendas por categoria. Por último, a penetração de internautas que realizaram ao menos uma compra trimestralmente pela internet também está contemplada no índice.

Não estão contabilizados no MCC-ENET dados dos sites MercadoLivre, OLX e Webmotors, além do setor de viagens e turismo, anúncios e aplicativos de transportes e alimentação, pois ainda não são monitorados pelo Compre & Confie.

Comentários do Facebook