A cerca de 30 dias sem poder trabalhar, mototaxistas de Palmas resolveram se manifestar na manhã desta quinta-feira, 09, contra um shopping da Capital que tomou posse da área em que os motoristas mantinham o ponto de trabalho.

De acordo com o mototaxista Lindemar Souza Parente, pelo menos sete trabalhadores dependem exclusivamente da estrutura que ficava localizada próximo ao estacionamento do shopping na quadra 101 sul. “Eles foram desapropriados na calada da noite e levaram tudo, telefone, bebedouro, televisão e agora os trabalhadores estão a deriva, pois, não tem mais um ponto fixo para trabalhar” revelou.

Ainda segundo Lindemar os motoristas usavam o ponto a pelo menos 22 anos. De acordo com os mototaxistas a área pertence à Prefeitura de Palmas, que até o momento, não se manifestou sobre o caso.

Comentários do Facebook