Domingo, 26, foi dia da segunda aplicação do Teste de Aptidão Física (TAF) exclusivo para uma gestante e candidatos que estavam com Covid-19 nos dias 4 e 5 de julho, datas do exame. Dos 32 participantes, 26 foram considerados aptos, um inapto, quatro não compareceram e um ficou pendente – caso de uma mulher em gravidez de risco com atestado médico para não realizar a prova. A gestante participará normalmente das próximas etapas e, se for aprovada, realizará o TAF depois do nascimento do bebê. Todos os candidatos fizeram o teste rápido para Covid-19 antes da prova.

Como no início do mês, o Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro (Idib) reforçou os cuidados para evitar a transmissão do novo coronavírus, conforme aconselhado pelas autoridades de saúde. Os candidatos foram divididos em grupos com horários agendados, garantindo o distanciamento social. O Tiro de Guerra de Araguaína, local da prova, contou com uma ambulância particular e pessoal treinado para rígidos procedimentos de sanitização, que incluíram pulverização de substância de desinfecção em todos os mobiliários, superfícies e demais objetos. Também foram utilizados materiais de higienização, como álcool 70% e luvas descartáveis, bem como a medição de temperatura de todas as pessoas.

Durante o período de permanência no local, o uso de máscaras foi obrigatório para todos, exceto durante a execução dos testes, quando o candidato pôde optar por retirá-la. As avaliações físicas foram realizadas individualmente, respeitando todas as medidas de distanciamento.

Os selecionados no TAF passarão por um teste psicológico no dia 2 de agosto. No dia 30 do mesmo mês, será divulgado o resultado, seguido da convocação para o curso de formação com duração de 600 horas. Ao todo são 40 vagas para contratação imediata. O concurso é para a criação da Guarda Municipal de Araguaína. Convênio com o Ministério da Justiça, prevê o repasse de R$ 13,5 milhões ao município para construção da sede, compra de viaturas, equipamentos, armamentos e munição. A contrapartida é que o efetivo esteja contratado até o próximo dia 15 de novembro. Caso isso não ocorra, o município perderá o aporte financeiro.

Comentários do Facebook