Aeronave apreendida (Foto: Divulgação/ Polícia Federal)

A Polícia Federal apreendeu 583 kg de cocaína em uma fazenda do prefeito de Itaituba (PA), Valmir Clímaco de Aguiar (MDB). Também foram encontrados no local 200 gramas de skank, dois fuzis AR 15 calibre 556, uma pistola calibre 9 mm, carregadores e munições, mira holográfica e luneta de precisão para uso em fuzil, rádios de comunicação e um telefone.

Segundo a PF, foram recebidas informações sobre um esquema de pousos e decolagens diárias de aeronaves de pequeno porte na propriedade rural. Em verificação junto à Força Aérea Brasileira (FAB), foi constatado que não havia registro ou autorização para voos na região e que se tratava de algo ilícito. No domingo (7), equipes de policiais foram até o local fazer vigilância e flagraram o pouso da aeronave.

A fazenda de Climaco é reivindicada pela etnia mundurucu. Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, o prefeito teria dito em uma reunião que receberia “à bala” funcionários da Funai (Fundação Nacional do Índio) caso eles tentassem entrar na fazenda para cadastramento e notificação dos moradores da área, delimitada por estudo prévio do órgão indigenista. A ameaça foi relatada ao Ministério Público. Climaco negou.

O prefeito de Itaituba também negou que a droga e as armas apreendidas sejam suas. Ele afirmou que o avião é de um empresário de Santa Catarina chamado Edson Wander Silva, que estava comprando um dos seus três garimpos de ouro. Climaco disse ainda que vendeu as propriedades por R$ 4 milhões e um avião teria sido dado de entrada. E que depois da transferência para o seu nome o antigo dono pediu a aeronave emprestada para visitar o sogro doente. (revistaforum)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.