Compromisso com a democracia é o que as lideranças do PT-TO e do PCdoB defenderam em reunião na manhã desta quinta-feira, 2, no Comitê Tocantins Livre, em Palmas, com as lideranças das duas siglas e contou com a presença da presidente nacional do PCdoB, Luciana Santos, que cumpriu agenda durante todo o dia na Capital, tendo em vista a recepção da deputada estadual, Luana Ribeiro, ao PCdoB, em Plenária da sigla, que aconteceu nesta tarde na Câmara de Palmas e contou com a participação de dirigentes e lideranças petistas.

Justiça social e liberdade foram as propostas na criação do Tocantins e assim o pré-candidato ao governo pelo Partido dos Trabalhadores e das Trabalhadoras do Tocantins (PT-TO), Paulo Mourão, avaliou que deve ser a ação política dos governos do estado e destacou ainda, a necessidade de alinhamento, unidade e compromisso de todos os partidos federados com a defesa da Democracia no Brasil. “Desejamos dialogar, precisamos fazer este novo caminhar, não importa as divergências que nos dividem, vamos buscar as convergências”, ressaltou.

“Neste momento, em que o Brasil está havido por mudança, a questão não é só votar no presidente Lula, mas garantir a democracia para os brasileiros e as brasileiras, a questão é nós entendermos, que um estado criado sob a égide de um estado socialmente justo, livre, progressista, este estado precisa ser considerado; e precisamos cuidar dos indígenas, dos quilombolas, kalungas. A relação entre prefeitura e governo precisa ser de respeito ao cidadão, à juventude, respeito com a educação de qualidade, geração de renda, enfim de respeito com o ser humano. É assim que queremos o Tocantins”, disse Paulo Mourão.

“Eu acho que nós vivemos uma possibilidade muito importante e um grande ponto inflexão da história brasileira”, avaliou Luciana Santos ao destacar que “não estamos vivendo qualquer momento, fazemos parte e construímos a história. Nós estamos vivendo a barbárie, e essa não é uma disputa civilizacional como nós já vivemos. Hoje estamos diante de uma polarização com a barbárie, um presidente estupido, misógino, que pauta a situação pelo ódio, pela barbárie”.

Na avaliação da presidente nacional do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), trabalhar pelo país e ter algum resultado para melhorar a vida do povo não está na narrativa de Bolsonaro, o que deve ser ponto de reflexão para a ação contra a barbárie. “Eu acho que uma das coisas importantes é fazer o debate na seara de desenvolvimento, emprego, crescimento”, disse Luciana Santos, que recomendou “manter o pé no chão, pois eleição só se ganha depois que fecha a urna”.

Por isso, o deputado federal Célio Moura (PT), presente na reunião, foi categórico ao avaliar que “esta Federação precisa de candidaturas unificadas, não podemos pecar nesse momento. Lula lidera pesquisas, pode vencer no primeiro turno, e unificados podemos consolidar este projeto audacioso que é eleger Paulo Mourão governador deste estado e Lula presidente do nosso país”, disse.

Presente na atividade, o deputado estadual e presidente do PT-TO, Zé Roberto Lula, agradeceu a presença de Luciana e de todas as lideranças do PCdoB. “Nos sentimos fortalecidos para devolver o Brasil para os brasileiros e na nossa federação, unidos, vamos conseguir implementar um verdadeiro projeto de desenvolvimento para as pessoas, e acabar com os projetos de poder e exclusão”, destacou.

“O que nós temos que fazer agora é nos juntarmos, pois somando esforços temos a chance de construir um projeto novo, uma bancada que dê apoio ao presidente Lula e assim condições para devolver a felicidade para as pessoas do Tocantins e de todo Brasil”, foi o que disse Paulo Mourão..

“Estou nessa luta, firme e feliz. O cenário eleitoral do Tocantins está muito aberto, e podemos fazer uma grande campanha, de muito êxito”, disse a deputada estadual, Luana Ribeiro, também presente na atividade e a Paulo Mourão, seu ex-colega de Parlamento, disse que “além de um companheiro muito culto e competente, me lembro bem de Paulo ser muito gentil e atencioso com as pessoas, sempre”.

Ainda estiveram presentes na reunião o deputado estadual e presidente do PCdoB TO, Ivory de Lira; Professora Germana, Vice-Presidente PCdoB TO; João Helder Vilela, Presidente do PT Palmas; José Roque, Presidente da CUT e do SINTET; Ana Cleia, secretária de Mulheres do PT-TO; Edimar da Construção, Prefeito de São Salvador do Tocantins; Maria Vanir, coordenadora setorial de Direitos Humanos do PT-TO; Guilherme Barbosa, Secretário de Juventude do PT-TO; Cícero Belém, secretário de Cultura do PT-TO, Dalat, secretário de Organização do PCdoB TO; os professores George França do PT e George Brito do PCdoB, além do pré-candidato a deputado federal pelo PCdoB, Antônio Lund.

Comentários do Facebook