Três pessoas foram atropeladas em um posto de combustíveis em Augustinópolis, no norte do Tocantins. O estabelecimento estava sendo inaugurado e havia uma festa no local quando o acidente aconteceu. Entre as vítimas estava uma mulher grávida. Segundo a Polícia Militar (PM), os moradores que estavam no local tentaram linchar o motorista.

O caso foi registrado por volta de 22h30 deste sábado (18) no posto da TO-404, saída para Araguatins. Conforme a PM, no local havia grande movimentação. Quando os militares chegaram, as três vítimas já tinham sido levadas as Hospital Regional de Augustinópolis e o motorista que causou o acidente estava no posto.

Questionado, ele relatou que foi engatar a marcha ré, mas acabou colocando a primeira marcha acabou indo pra frente. Revoltadas, as pessoas que estavam no local alegaram que o motorista poderia estar embriagado e tentaram agredi-lo. Por segurança, o homem foi colocado na viatura policial.

A perícia foi realizada e na delegacia da Polícia Civil os agentes perceberam não haver sinais de embriaguez alcoólica. A PM apresentou o bafômetro e o motorista se recusou a fazer o teste e enfatizou não estava embriagado. “Diante disto, apesar de a autoridade policial competente decidir não autuar em flagrante o condutor, foi feito o registro para caso as vítimas lesionadas queiram mais tarde representar contra o motorista”, disse a PM.

O veículo do suspeito foi recolhido e levado ao pátio do quartel da polícia.

Segundo a equipe do hospital que atendeu as vítimas, duas pessoas tiveram apenas escoriações sem gravidade, mas uma mulher grávida ficou internada por ter fraturado a bacia em dois lugares.

A esposa do motorista estava com ele na hora do atropelamento e, por estar grávida, passou mal e foi levada para atendimento médico.

Comentários do Facebook