Foi aprovado pela Assembleia Legislativa do Tocantins, durante a sessão desta quarta-feira (09), o Projeto de Lei 403/2021, que torna de Utilidade Pública a Associação Anjo Azul. A entidade civil sem fins lucrativos, de caráter educativo, assistencial e beneficente é destinada a desenvolver trabalhos e acolher pais e familiares de autistas do Tocantins. O projeto é de autoria do deputado estadual Léo Barbosa (Solidariedade).

O parlamentar destacou que a instituição é merecedora do título de utilidade pública pelo trabalho social que desenvolve há quase 10 anos junto às famílias de portadores do Transtorno do Espectro Autista (TEA). “A Anjo Azul é referência no Estado e desenvolve um trabalho muito bonito. Hoje ela se mantém com doações, mas busca condições para receber recursos públicos e assim poder realizar ainda mais atividades, oficinas, comprar equipamentos e contratar profissionais para auxiliarem as famílias”, destacou Barbosa.

Hermando Rodrigues Soares, presidente da Anjo Azul ressalta que a aprovação do Projeto dará condições para que a associação busque recursos para a construção de uma sede própria e consiga ampliar a rede de atendimento. “Hoje o nosso atendimento está muito abaixo em relação à demanda que a gente tem, justamente por não termos um espaço adequado e a aprovação da utilidade pública nos permite sonhar com uma sede própria em pouco tempo. Agradeço a todos pelo empenho em nos ajudar”, destacou.

A advogada, ativista dos direitos das pessoas com autismo e uma das fundadoras da Anjo Azul, Rosa Helena Ambrosio de Carvalho, comemorou a aprovação da matéria legislativa. “Infelizmente a gente ainda não tinha esse título, mas ele é de suma importância para que a gente possa dar seguimento aos nossos trabalhos e fazer parcerias. Essa utilidade pública vem para abrir portas, fora o reconhecimento do nosso trabalho que é muito valoroso”, disse.

Comentários do Facebook