Senador Eduardo Gomes

O líder do governo no Congresso, Senador Eduardo Gomes (MDB-TO), durante sessão nesta quarta-feira, 17, pediu uma reflexão sobre a prorrogação de mandato dos prefeitos e vereadores, em razão da pandemia do novo coronavírus.

A minha posição é entre aquilo que a gente quer e aquilo que a gente pode fazer, disse o parlamentar, defendendo a coincidência de mandatos. Essa tese defende prorrogação dos mandatos municipais atuais por dois anos para coincidir com as eleições gerais de 2022.

Segundo o senador, mais de 20% dos atuais prefeitos têm mais de 60 anos, o que os coloca dentro do grupo de risco em relação ao coronavírus. Sendo assim, ele alega que restrições e demais medidas de segurança podem gerar preconceitos e condições desiguais de disputa. Temos de levar em conta que temos milhares de vereadores e prefeitos que estão em condição de concorrer à reeleição e que não vão poder disputar, por conta da falta de segurança de saúde, alertou.

A posição de Gomes é minoritária entre os parlamentares. O senador Antonio Anastasia (PSD-MG) disse que prorrogar mandatos de prefeitos e vereadores parece um precedente perigoso e uma grave inconstitucionalidade.

Comentários do Facebook