Covid-19 / Foto: Divulgação

Nesta terça-feira, 09, o Boletim Epidemiológico de Palmas soma 833 casos de Covid-19 na Capital (acumulados), após a confirmação de 33 novos diagnósticos positivos após a rotina de exames desta segunda-feira, 8. Segundo a Vigilância Epidemiológica, do total de casos confirmados, 473 (56,8%) pacientes estão recuperados, número superior ao total de pacientes em tratamento, que soma 334 (40,1%) em isolamento domiciliar e 17 internados (2%). A Capital também contabiliza nove óbitos, o que aponta a letalidade de 1,1% dos casos confirmados.

A Vigilância Epidemiológica informa que após 88 de monitoramento, até às 12 horas desta segunda-feira, Palmas contabiliza 7.362 notificações para síndrome gripal (SG), os quais estão inclusos casos suspeitos e confirmados de Covid-19, sendo que 3.350 foram descartados para o novo coronavírus.

Um caso registrado no Boletim anterior foi retirado do informativo desta quinta-feira pela Vigilância Epidemiológica por ter sido contado em duplicidade. Ou seja, o total de casos registrados nesta segunda-feira é de 800 casos e não 801 como informado anteriormente.

Dos 33 casos confirmados pelo Boletim, 32 pacientes estão em isolamento domiciliar, um está internado e 12 possuem alguma comorbidade ou condição de risco para agravamento da Covid-19. Sobre a possível fonte de contágio, a Vigilância Epidemiológica prevê que sete tiveram contato com casos confirmados em Palmas, um pode ter se contaminado durante viagem para outro estado, seis contraíram o vírus por transmissão comunitária e 19 casos estão em investigação epidemiológica.

Testes

Em Palmas foram realizados 101 exames na última rotina de testagem, que diagnosticou 33 casos positivos. O Laboratório Central do Estado (Lacen-TO) fez 24 testes, sendo oito confirmados. O Laboratório Municipal de Palmas testou 42 pessoas, sendo que 11 tiveram diagnóstico positivo, já a rede privada testou 33 pessoas e 12 tiveram diagnóstico positivo. O Hospital Geral de Palmas também contabilizou um teste positivo para o novo coronavírus e a Pesquisa Ibope também.

Comentários do Facebook