Foto: Claudemir Macedo/TV Anhanguera

A paralisação do transporte escolar de Araguaína já dura mais de 24 horas no norte do Tocantins. Cerca de mil alunos que dependem do serviço estão sem poder ir até as escolas. Parte dos motoristas seguem no estacionamento do Estádio Mirandão e alguns voltaram para casa. A mobilização é por atrasos nos salários.

Segundo os motoristas, cerca de 90% da categoria aderiu à paralisação. A Prefeitura de Araguaína afirma que o movimento tem a participação de apenas 30% do condutores. O atraso teria começado no mês de março. A mobilização também tem apoio dos proprietários de algumas das vans e Kombis.

A Prefeitura disse que o pagamento até abril deve ser realizado nesta quinta-feira (6). Afirmou ainda que o atraso atinge apenas os condutores de veículos que não implantaram rastreadores/GPS nos veículos conforme exigência legal.

A associação que representa os motoristas disse que a implantação será feita ainda em junho e que deve normalizar os serviços assim que todos receberem.(G1)

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.