Por conta dos impactos da pandemia da Covid-19 em diversos segmentos da sociedade, o Governo do Tocantins, por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), entregou na manhã deste sábado, 9, cerca de 500 cestas básicas aos mototaxistas de Araguaína. A categoria foi representada pelo Sindicato dos Mototaxistas, Motoboys e Moto Frete (Sindmoto) e pela Cooperativa de Mototaxistas (Coopermoto).

O presidente do Sindmoto, Raimundo Borges Gomes, 47 anos, é pai de seis filhos e trabalha há 24 anos como mototaxista. Raimundo ressaltou que a cesta básica chegou na hora certa, pois a categoria está sem trabalhar em Araguaína desde o dia 20 de março e já começa a faltar tudo. “Tirava uma renda de uns R$ 2 mil, e agora quando meus filhos pedem um pão e uma fruta chega a cortar o coração por eu não poder comprar”, frisou.

O vice-presidente da Coopermoto, Jarmes Barroso de Oliveira, reiterou as dificuldades dos profissionais. “Estamos desde março impedidos de trabalhar e esses alimentos ajudarão os quase 500 mototaxistas locais que estão enfrentando dificuldades para se alimentar; pode ter certeza que toda a categoria está muito agradecida”, afirmou.

A ação de atendimento aos mototaxistas teve início com a assistência a 200 mototaxistas em Palmas. Após esta etapa em Araguaína, os próximos beneficiados serão os mototaxistas do Bico do Papagaio e Gurupi.  “São 1780 associados em todo o Tocantins. Iniciamos em Palmas, entregamos 500 cestas à categoria em Araguaína, e agora iremos às demais regiões”, destacou o secretário executivo da Setas, Tiago Costa.

O gestor da Setas, José Messias Araújo, ressaltou que é uma determinação do Governador que sejam atendidas com cestas básicas todos os grupos impactados pela pandemia. “São muitas as pessoas afetadas pelo distanciamento social e que no momento estão sem poder prover sua alimentação; estamos levando a essas famílias a certeza de que o Governo do Estado está olhando para todos”, ressaltou, complementando que já são mais de 35 mil famílias atendidas até o momento.

Publicidade Móvel e Locutores

A Associação de Publicidade Móvel e Locutores de Araguaína (Asspmola) também recebeu, neste sábado, 84 cestas básicas para amenizar os impactos causados pelo novo Coronavírus entre seus associados.

O presidente da Associação, Edioberto Alves da Silva, 49 anos, pai de quatro filhos, ressaltou a importância da alimentação nesse momento de grave pandemia. “Precisamos dessas ações para poder ficar em casa, chegou na hora certa”, disse.

Taxistas

A ação do Governo do Tocantins continua, em Araguaína, neste domingo, 10, com a entrega de 300 cestas básicas para os taxistas.

Músicos e Artesãos

Também teve início neste sábado, 9, por meio da parceria entre Setas e Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa (Adetuc), a continuidade da segunda etapa do Projeto de Assistência a Músicos e Artesãos com a entrega de 600 cestas básicas às categorias nos municípios de Abreulândia, Araguaína, Babaçulândia, Colinas, Goiatins, Guaraí, Lajeado, Miracema, Miranorte, Pedro Afonso, Porto nacional, Rio dos Bois, Santa Fé do Araguaia, Santa Maria do Tocantins e Tocantínia. A ação prossegue neste domingo, 10.

Assentamentos no Bico do Papagaio

Em parceria com a Setas, o Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) está fazendo a entrega de cestas básicas a 8 mil famílias nos assentamentos rurais do Bico do Papagaio.

Atendimento Emergencial

Desde o dia 21 de março, o Governo do Tocantins já atendeu mais de 35 mil famílias com alimentos e itens de higiene. A ação se deve a situação de emergência decretada pelo governador Mauro Carlesse, em virtude do isolamento que visa evitar a disseminação da Covid-19, principalmente à população inserida no grupo de risco.

O recurso aplicado é oriundo do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecope-TO), baseado na Lei nº 3.015, de 30 de setembro de 2015, considerando a decisão plenária do dia 23 de março de 2020, (Resolução nº 01/2020, de 31 de março de 2020), que aprovou a destinação de recursos financeiros a órgão público estadual para execução de projeto social com vistas a combater e erradicar a pobreza, por meio da distribuição de 200 mil cestas básicas à população necessitada.

Comentários do Facebook