O Governo do Tocantins segue com as ações emergenciais de entrega de cestas básicas às famílias que estão em situação de vulnerabilidade devido à pandemia provocada pelo novo Coronavírus, causador da Covid-19. A partir desta semana, as entregas vão contemplar as famílias de assentamentos rurais da região do Bico do Papagaio, extremo norte do Estado.

“Esse é o momento em que nossa atenção está voltada para atenção às pessoas que têm mais dificuldades de garantir o alimento na mesa para suas famílias. Por um lado, o Estado investe para aumentar a capacidade de atendimento dos nossos hospitais; e, por outro, estamos trabalhando para garantir que as famílias que mais precisam sejam atendidas nas suas principais necessidades, principalmente garantindo a alimentação de todos”, destaca o governador Mauro Carlesse.

Com a expectativa de atender 35 mil famílias em todo o Tocantins, as cestas básicas serão entregues pelo Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), em parceria com a Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas).

Municípios

Visando alcançar todas as famílias que tiveram sua renda familiar comprometida e que se encontram em situação de vulnerabilidade por causa da pandemia, os municípios contemplados nesta remessa serão: Aguiarnópolis, Ananás, Angico, Araguatins, Augustinópolis, Axixá, Buriti, Cachoeirinha, Carrasco Bonito, Darcinópolis, Esperantina, Itaguatins, Luzinópolis, Muricilândia, Nazaré, Praia Norte, Sampaio, São Bento, São Miguel, São Sebastião, Sítio Novo, Tocantinópolis e Xambioá. Nesta etapa, cerca de 8 mil famílias que vivem nos assentamentos rurais da região serão contempladas.

Para o gestor do Ruraltins, Thiago Dourado, “a entrega de mantimentos, pelo Governo do Estado, com o apoio de emendas de deputados estaduais, às famílias em situação de vulnerabilidade, demonstra a preocupação e a junção de forças, do Executivo e Legislativo, para enfrentar a pandemia”, pontua.

Famílias atendidas

Desde o dia 21 de março, mais de 35 mil famílias já receberam alimentos e itens de higiene, por meio da Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas) e de órgãos parceiros. No total, foram distribuídas 595  toneladas de mantimentos.

Essa é uma ação realizada com recursos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep-TO), baseado na Lei n° 3.015, de 30 de setembro de 2015, considerando a decisão plenária do dia 23 de março de 2020 (Resolução n° 01/2020, de 31 de março de 2020), que aprovou a destinação de recursos financeiros a órgão público estadual para execução de projeto social com os objetivos de combater e erradicar a pobreza, por meio da distribuição de 200 mil cestas básicas para a população necessitada.

Comentários do Facebook