Presídio Barra da Grota em Araguaína

Três servidores e um colaborador da administração indireta da empresa prestadora de serviço (Embrasil) da Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota de Araguaína foram diagnosticados com coronavírus.

Em nota enviada ao WebJornal Norte do Tocantins pela Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), as pessoas encontram-se afastadas de suas atividades laborais até que se cumpra o prazo estipulado pelas autoridades de saúde como sendo do período de recuperação da doença.

Ainda, de acordo com a nota da Seciju, todas as medidas necessárias para garantir a saúde de servidores do Sistema Penal e dos custodiados estão sendo tomadas. Disse ainda, que desde o anúncio da pandemia, as visitas às unidades foram suspensas, celas de isolamento foram destinadas para os novos presos que têm ingressado no Sistema e criou-se ainda o Núcleo de Operações, Prevenção e Controle – COVID-19, visando promover ações emergenciais e direcionadas junto às suas 37 unidades prisionais do Tocantins como a limpeza e higienização de todo o ambiente carcerário, uso obrigatório de máscara dentro da unidade e ainda o contato mínimo entre agentes e reeducandos.

A Secretaria também informa que os membros do Núcleo de Operações, Prevenção e Controle – COVID-19 têm realizado reuniões semanais para tratar sobre as demandas atendendo as recomendações das autoridades de saúde com ações pontuais em todas as unidades. Entre as medidas está também a visita periódica do médico do Sistema a todas as unidades com testes rápidos e orientações de prevenção aos servidores e custodiados.

Por fim, disse que não há nenhum registro de caso suspeito ou confirmado de contaminação por Coronavirus entre os reeducandos do Sistema tocantinense.

Comentários do Facebook