Câmara de Palmas

Durante discurso na tribuna da Câmara de Vereadores de Palmas, na manhã de segunda-feira, 05, o vereador Milton Neris (PDT) alertou para a falta de clareza em alguns decretos de enfrentamento à Covid-19 do Paço.

O vereador disse que mais uma vez e incansavelmente, a Câmara quer saber o que a prefeita de Palmas está fazendo com os R$ 234 milhões do orçamento para o combate ao novo coronavírus, o que fará com os R$ 26 milhões extras, recém-aprovado pela Câmara, e o que fará com os R$ 48 milhões que serão destinados pelo governo federal, fora outras cifras menores. Que somando os valores totalizam a quantia de R$ 308 milhões.

Flores e internet

Milton Neris disse ainda que o “Gabinete da Coxinha”, em referência ao gabinete da prefeita, também tem gastos exorbitantes com flores e internet. “Em decorrência de um contrato assinado em 23 de dezembro, o gabinete pagou até agora cerca de R$ 63 mil em flores a uma empresa, além dos R$ 53 mil gastos pelo consumo de coxinhas, pão de queijo e refrigerantes pagos a outra empresa”, denuncia.

O vereador alertou também que somente o gabinete da prefeita pagou mais de R$ 580 mil de internet até o mês de março, de um contrato anual de R$ 3 milhões pela prestação serviço para toda a Prefeitura. “Cintia Ribeiro, pelo jeito, faz farra com o dinheiro público e a Câmara se posiciona, pois não compactua com isso”, avisa.

Trem da Alegria

Sobre a votação da MP número 02, protocolada em 18 de fevereiro, cobrada pela prefeita, ele diz que não tem relação com a pandemia. A MP modifica a organização administrativa do Poder Executivo, também prevendo a equiparação dos salários dos presidentes de agências e autarquias com os dos secretários. “Essa MP do Trem da Alegria, na verdade, beneficia apenas o alto clero, pois onera o cidadão palmense em cerca de meio milhão de reais por ano, ao equiparar os salários de quem preside autarquias (atuais R$ 9.600,00) como os secretários (atuais R$ 15.155,17), totalizando 30 unidades gestoras. “Qual a urgência e a emergência desta MP neste momento difícil? Essa medida não terá meu apoio”, avisa.

Comentários do Facebook