O Governo do Estado, por meio da Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto), alerta motoristas e comunidades que vivem às margens da TO-134 e da TO-210, na região do Bico do Papagaio, para o aumento no tráfego de veículos, especialmente de caminhões e carretas. A medida está sendo tomada após a interdição da BR-226, realizada nessa terça-feira, 14, por conta de uma erosão em parte da pista ocasionada por fortes chuvas, próximo ao município de Palmeiras do Tocantins.

Como rota alternativa, o motorista que está indo em sentido a Estreito, no Maranhão, deve fazer um desvio em Darcinópolis, pegando a TO-134, até Grotão de Nazaré – depois do município de Angico – de lá, seguir até o entroncamento com a BR-230, próximo a Nazaré, pela TO-210, e depois retornar para Aguiarnópolis (divisa com o MA), pela BR-230.

A secretária de Infraestrutura do Estado, Juliana Passarin, explica que as rodovias que devem ser usadas no desvio pelos motoristas estão em boas condições de trafegabilidade. “A TO-134 teve um trecho que recebeu obras de reconstrução asfáltica desde a sua base e ainda está com contrato vigente para manutenção pela empresa responsável. Já a TO-210 recebeu recentemente serviços de tapa-buracos pelas equipes da Residência Rodoviária de Tocantinópolis”, acrescentou.

A BR-226 liga o Tocantins a quatro estados do nordeste (Maranhão, Piauí, Ceará e Rio Grande do Norte) e a BR-153, importante rota de escoamento de produtos entre as regiões Norte e Centro-Oeste do País. A extensão do percurso alternativo pelas rodovias estaduais tem cerca de 70 km. Já o percurso total, incluindo a rodovia federal tem mais de 100 km.

Comentários do Facebook