Bandeira dos Estados Unidos (EUA) junto a testes do novo coronavírus / Imagem: Mehmet Emin Menguarslan / Anadolu Agency

O novo coronavírus provocou cerca de 50.000 mortes nos Estados Unidos, depois que 3.176 mortes adicionais foram registradas em um dos dias mais mortais, segundo a contagem da Universidade Johns Hopkins. As mortes, registradas nas 24 horas até as 20h30 (horário local) de hoje, elevam o saldo nos Estados Unidos para 49.759, segundo a universidade.

Nesse mesmo período, foram registrados 26.971 novos casos de coronavírus no país, elevando o total para 866.646 pacientes identificados desde o início da epidemia. Devido à falta de testes de detecção, o número de casos reais provavelmente está bem acima desse número.

No final da semana passada, os Estados Unidos registraram dois altos balanços diários de vítimas (mais de 3.800 e 4.500 mortos), mas esses dados se deviam em parte à soma das mortes “provavelmente ligadas” à covid-19, que nunca haviam sido levados em consideração até o momento. Além desses dois balanços, o número de mortos em 3.176 na noite de hoje é o mais alto registrado em um país em um dia desde o início da pandemia, que deixou quase 190.000 mortos em todo o mundo. Apesar desses dados alarmantes, vários estados do país, incluindo Texas, Vermont e Geórgia, decidiram abrir caminho para o desconfinamento, autorizando a reabertura de algumas empresas. (Uol)

Comentários do Facebook