A Prefeitura de Araguaína informou nesta quinta-feira, 23, que vai refazer o contrato com o Instituto Saúde e Cidadania (Isac) para gerenciar a crise do novo coronavírus.

Prefeitura e a empresa chegaram a fazer um contrato no inicio do mês no valor de R$ 2 milhões, mas devido a intervenção do Ministério Público Estadual (MPE), o contrato foi cancelado.

A prefeitura de Araguaína agora contratou sem licitação a mesma empresa por mais que o dobro do valor original, R$ 5,1 milhões, a validade do contrato é de seis meses.

De acordo com o contrato a empresa irá implantar 15 leitos para atender pacientes com coronavírus e reformar e adaptar o prédio da Unidade de Pronto Atendimento do setor Vila Norte, que está pronto e nunca foi inaugurado.

O Instituto Saúde e Cidadania (Isac), O Instituto já tem um contrato milionário com a prefeitura de Araguaína para administrar a única Unidade de Pronto Atendimento em funcionamento na cidade, o ambulatório de especialidades e o hospital municipal.

Araguaína possui sete casos confirmados de covid-19.

Comentários do Facebook