Carro-forte ficou destruído / Foto: Divulgação

A Polícia Militar informa que continua no atendimento à ocorrência de assalto a carro forte, na BR 153, entre as cidades de Rio dos Bois e Tabocão. As informações é que um grupo composto por cerca de 5 homens armados abordou o carro-forte, conduzindo um Ford Ecosport preto. Os vigilantes, ao serem rendidos, abandonaram o veículo e adentraram no matagal à beira da rodovia. Estes não foram feridos.

Os criminosos utilizaram razoável quantidade de explosivos, vindo a danificar o veículo da empresa Federal Segurança, cujos valores levados não foram informados. Na fuga, incendiaram o veículo Ford Ecosport preto e evadiram num Ford Fiesta sedan, também preto. Há relatos de uma caminhonete Mitsubishi L200 nova, em apoio ao grupo.

Equipes da PM deslocaram de diversos pontos do estado para realizar não somente as ações de cerco e bloqueio, como incursões na região rural, a fim de realizar as diligências que o caso requer. Os grupos de Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas, Comando de Operações Especiais, Força Tática, equipes de inteligência e forças de segurança estão na região. Estão sendo utilizados drones para busca dos suspeitos, oriundos das cidades de Miracema e Palmas.

Perícia esteve no local e realizou as diligências necessárias. Polícia Civil também esteve na região para acompanhar as diligências.

Continuam sendo realizadas as medidas previstas de cerco e bloqueio, o qual foi desenvolvido para prevenir e combater assaltos desta natureza. As demais informações serão repassadas somente ao final da ocorrência, para não prejudicar os andamentos dos trabalhos.

Um detalhe que chama a atenção da PM foi com relação à quantidade de cidadãos que passavam pela rodovia no momento do assalto. Infelizmente muitos saquearam cédulas que permaneceram ao solo, após a explosão do veículo. Tal postura não auxilia na resposta rápida da PM ao crime, mas somente fortalece ainda mais a ação dos criminosos, que acabam ganhando tempo em razão da multidão que, sem repassar informações às forças de segurança, apenas preocupam-se em coletar migalhas ao chão, oriundas da empresa de valores.

Compartilhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal. Se achar algo que viole ou fira sua honra pessoal, envie para o email: jornalismo@nortedotocantins.com.br que iremos analisar.