Em evento comemorativo ao Dia da Mulher, que ocorre nesta quarta-feira, 4, no auditório do Palácio Araguaia até as 18 horas, a primeira-dama do Estado, Fernanda Carlesse, recebeu as servidoras públicas para um dia diferente, que contará com uma programação que inclui palestras, debates, realização de exames preventivos e procedimentos estéticos e de beleza.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na abertura da solenidade, a primeira-dama destacou a importância das mulheres para o desenvolvimento do serviço público no Tocantins. “Nós, mulheres, trazemos beleza e luz aos dias mais difíceis. Dividimos nossa alma em duas para conseguir carregar tamanha sensibilidade e força, ganhamos o mundo com a nossa coragem. Mulheres profissionais, dedicadas e que se empenham todos os dias para fazer algo melhor, fazer a diferença por onde quer que vão. Quero ressaltar a vocês que o Governo do Estado, em nome do governador Mauro Carlesse, está cada dia mais empenhado em dar oportunidade, estabilidade e dignidade para todas as mulheres do Tocantins, porque ele sabe a importância de cada uma de nós”, afirmou.

A titular da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), Adriana Aguiar, parabenizou as mulheres do Tocantins e destacou a importância do evento. “Ser mulher é uma missão nobre. Cada uma que está aqui traz dentro de si suas conquistas, seus desafios, sua família e a sua história. Acho muito relevante que o Governo do Tocantins proporcione esse momento para que a gente possa parar e reconhecer a importância de ser mulher”.

A primeira-dama da Assembleia Legislativa do Tocantins, Virgínia Andrade, trouxe em seu discurso uma mensagem espiritual e de fé. “Nós, mulheres, devemos sempre inspirar as nossas atitudes, ações e o nosso ser mulher naquela que é o exemplo de todas, que é Maria, mãe de Jesus”.

Já a deputada estadual Luana Ribeiro destacou a luta das mulheres, principalmente na quebra do preconceito que ainda existe contra elas. “Este é um momento muito importante, porque nós temos vários desafios pela frente e muitas lutas a serem travadas. Eu fiz uma reflexão de que enquanto houver cotas para as mulheres é porque ainda há preconceito. A gente precisa ter uma sociedade equilibrada na qual homens e mulheres dividam espaços igualitariamente”.

A servidora pública Janielly Gomes, que trabalha como enfermeira no Palácio Araguaia, é uma das participantes do evento. “É um momento muito importante, que mostra a valorização das mulheres. A gente fica muito feliz da primeira-dama ter tido essa atitude de realizar, com o Governo do Estado, um evento tão grande tendo tantas mulheres de várias faixas etárias. Já fiz escova no cabelo e, agora, estou participando de uma palestra”.

Presenças

Também estiveram presentes na solenidade de abertura o secretário de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social, José Messias; e Dona Gilda Gomes, mãe do senador Eduardo Gomes, acompanhada das estudantes da Universidade da Maturidade (UMA).

O convite para participar do evento foi aberto às servidoras públicas do Estado.

Comentários do Facebook