As atuais condições de estrutura e funcionamento do turismo na região do Rio Azuis, localizado no município de Aurora do Tocantins, foram tema de audiência pública realizada na Assembleia Legislativa do estado, na manhã desta terça-feira, 11. A solicitação foi feita pelo deputado estadual Léo Barbosa (SD), a pedido da Associação de Moradores e Amigos dos Azuis, e reuniu representantes de órgãos públicos, empresários e moradores da região.

Inicialmente requerida para debater sobre a interdição do atrativo turístico pelo Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), em abril de 2019, após denúncias por problemas ambientais, a audiência discutiu outras questões que atualmente dificultam a atividade turística, como a falta de licenciamento dos empreendimentos, falta de infraestrutura e demandas judiciais pela posse da terra.

De acordo com representantes da associação de moradores, a situação impede um maior desenvolvimento da região, gera insegurança jurídica, dificulta a realização de investimentos e consequentemente o atendimento aos turistas.

Léo Barbosa

O deputado Léo Barbosa destacou a necessidade de chamar a atenção dos órgãos de fiscalização e controle para que a situação do Azuis não seja apenas adiada, mas que sejam apresentadas alternativas concretas à comunidade. Léo também ressaltou que a questão fundiária está na origem do problema, pois todas as outras demandas dependem da titulação legal da terra.

“Precisamos construir uma proposta concreta, definitiva e principalmente que fortaleça a atividade turística na região. Não estamos falando de grandes empreendimentos, mas de pais e mães de família que praticam uma atividade de subsistência e precisam resolver as questões ambientais e de infraestrutura para continuarem trabalhando”, disse Barbosa.

Na ocasião, a deputada Cláudia Lelis, presidente da Comissão de Minas, Energia, Meio Ambiente e Turismo, propôs a formação de uma frente parlamentar para que seja feita uma visita in loco, com data prevista para o próximo dia 06 de março, e posteriormente realizar um trabalho em conjunto entre a Comissão de Meio Ambiente e a Comissão de Regularização Fundiária, a fim de agilizar e resolver os problemas da comunidade do Rio Azuis.

Também participaram da audiência os deputados Professor Júnior Geo (Pros), Ricardo Ayres (PSB) e Elenil da Penha (MDB).

Comentários do Facebook