Sem acordo, polícia civil entra em greve nesta quarta
Sem acordo, polícia civil entra em greve nesta quarta
Sem acordo, polícia civil entra em greve nesta quarta

Em reunião na manhã desta terça-feira, 24, na Secretaria da Administração Secretário da pasta, Geferson Oliveira, e o Procurador Geral do Estado, Sérgio do Valle, informaram ao Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol-TO) que o Governo não tem prazo para atender as demandas da Polícia Civil. A categoria entra em greve geral a partir da próxima quarta-feira, 25, por tempo indeterminado, conforme deliberação da última Assembleia Geral do Sinpol-TO,

Alegando indisponibilidade financeira, a proposta do Procurador Geral do Estado, Sérgio do Vale, é de que de acordo com a disponibilidade financeira o Estado atenda as demandas por ordem cronológica de homologação das Leis. Entretanto, a proposta que não foi aceita pela categoria, uma vez que não apresenta qualquer segurança de que a Lei 2.851 de 9/04/2014 será respeitada, pois já foi citada em uma Ação Direta de Inconstitucionalidade. “Vocês nos pedem um dia e o Estado, pede um momento” finalisou o Procurador.

Para o presidente do Sinpol, Moisemar Marinho, a greve terá andamento conforme a votação em Assembleia, porque o Governo em nenhum momento demonstrou confiabilidade diante da categoria. Diversas vezes afirmou que a Lei 2.851 é legal por estar fora do período proibitivo, mas, suspendeu seus efeitos financeiros, por meio de decreto. “Não tem como revogar a greve. Vamos manter o funcionamento de 30% dos serviços básicos e vamos usar de todos os meios possíveis para assegurar nossos direitos“, enfatizou Marinho.

Deliberações

A greve geral da Polícia Civil do Tocantins, começa a partir das 8h de amanhã, 25. Na tarde desta terça, a comissão do comando de greve se reúne para finalizar os ajustes das condutas a serem seguidas por todos Policiais.

Cada Regional Regional tem uma equipe para colaborar com a organização do movimento.

A lista com o nome dos representantes regionais, a cartilha de greve e todo material de apoio serão divulgados após a reunião do comando de greve.

Participantes da reunião

Além do presidente do Sinpol, Moisemar Marinho, estiveram presentes na reunião os presidentes das seguintes Associações: Aasneto, Aspol, Agepol, Aepto, Papiloscopistas e os representantes da Cobrapol e Feipol.

Comentários do Facebook