José Fabiano da Silva
José Fabiano da Silva
José Fabiano da Silva

Por volta das 12h30min da tarde deste domingo, 08, uma ação de combate à criminalidade deflagrada por Policiais Civis da Delegacia de Pedro Afonso, coordenados pelo Delegado Regional, Dr. Wlademir Costa de Oliveira, resultou na prisão de José Fabiano da Silva, 29 anos de idade e Edna Pinheiro da Silva, 25 anos. Ambos são suspeitos pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo e foram capturados, nas proximidades do trevo, que dá acesso àquele município.

Conforme informações do Delegado, os investigadores da DP de Pedro Afonso receberam uma denúncia anônima informando que duas pessoas estariam em um táxi com destino a cidade de Miranorte com a intenção de buscar substância entorpecente para revender. Com base nestas informações, os Agentes montaram um ponto de bloqueio, nas proximidades do trevo da entrada de Pedro Afonso e abordaram o taxi, no qual se encontravam os dois suspeitos acima mencionados.

Durante a inspeção veicular, os Policiais Civis não encontraram nada suspeito no interior do veículo, todavia, os Agentes deslocaram-se até a residência dos suspeitos onde encontraram escondidos em um dos cômodos da casa, uma espingarda calibre 22, 07 cartuchos de munição do mesmo calibre, além de duas trouxinhas de maconha, as quais estavam acondicionadas dentro da geladeira. Diante dos fatos, foi dado voz de prisão aos suspeitos por posse ilegal de arma de fogo, uma vez que eles não possuíam a devida documentação para manter o artefato na residência.

Na delegacia, os investigadores da PC, após realizarem um levantamento da vida pregressa dos dois suspeitos, constataram que havia um mandado de prisão em aberto, em desfavor de José Fabiano, oriundo da Comarca de Guaraí. Desta maneira, o foragido foi encaminhado à carceragem da Cadeia Pública daquela cidade, onde permanecerá a disposição do Poder Judiciário.

Edna recolheu, aos cofres públicos, a fiança arbitrada pela autoridade policial e, desta maneira, obteve o direito de responder ao processo em liberdade.

Comentários do Facebook