Casa de Prisão Provisória de Palmas - CPPP

A Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), por meio da Superintendência de Administração dos Sistemas Penitenciário e Prisional, informou que nesta quarta-feira, 13, uma advogada levou um aparelho televisor para um cliente, pessoa privada de liberdade custodiada na Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPP Palmas), e após o aparelho ser passado pelo raio X, foi verificado que continha objetos ilícitos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A advogada foi encaminhada juntamente com os itens apreendidos à Delegacia da Polícia Civil para os procedimentos cabíveis, respeitando todas as prerrogativas garantidas em lei aos advogados.

Conforme apurado, a advogada colocou quatro aparelhos de celulares, quatro carregadores, segueta, além de outros objetos ilícitos. O nome da advogada não foi divulgado.

Comentários do Facebook