Foto: Divulgação

Na onda de boas novas, o Banco da Amazônia (BASA) informa que até o dia 30 de dezembro vai ofertar oportunidade para renegociação de dívidas de produtores que tem dívidas comerciais ou com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO).

“Com relação às dívidas com recursos do FNO, o cliente que renegociar terá carência até 2020. O vencimento da primeira parcela será em 2021 e o da última parcela para 30 de novembro de 2030. São diversas vantagens para quem deseja começar o ano sem dívidas e preocupações.”, disse por assessoria Manoel Piedade, que vem a ser gerente executivo da Diretoria de Crédito Comercial do BASA.  A renegociação é com base na lei 13.729, que altera a lei 13.340.

Piedade acrescenta que em caso de pagamento das prestações em data anterior ao vencimento, o Banco concede bônus por adimplência.

O Banco oferece descontos de até 80% para quem tem dívidas com operações contratadas com recursos do FNO até dezembro de 2011. Para quem tem dívidas da carteira comercial, a Instituição poderá dar até 90% desconto. O prazo para renegociar os juros e multas é até o dia 30 de dezembro de 2019.

“Nas operações de recuperação da carteira comercial, estamos permitindo conceder um desconto do valor prejuizado”, frisa o gestor. Ele diz ainda que os descontos podem ser maiores, dependendo da operação. “Fizemos alguns exercícios de algumas operações pelo saldo devedor do sistema hoje e temos operações que vão ter desconto de até 90% para pagar, neste caso aí são só operações até 300 mil que foram prejuizadas pelo Banco”, alerta Manoel Piedade.

A maior parte do dinheiro emprestado é do Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), que financia projetos individuais ou coletivos. O programa possui as mais baixas de juros dos financiamentos rurais, além de linhas específicas em atendimento à igualdade de gênero e oportunidades produtivas para os jovens do campo.

Comentários do Facebook