Auri-Wulange Ribeiro

O prefeito de Axixá, no norte do Tocantins, Auri-Wulange Ribeiro (PSL), fez declarações contra deputados estaduais, durante entrevista ao jornalista Cleber Toledo. Ele se refere sobre a especulações em torno do impeachment do governador afastado Mauro Carlesse (PSL).

A minha decepção é no sentido de ver companheiros do governador afastado Mauro Carlesse, fazendo uma espécie de motim, com aspecto de golpe, aproveitando de uma situação que pode ser transitória para poder tirar vantagens imediatas da estrutura do governo. Nos causa uma tristeza profunda, uma decepção imensa, disse Auri.

O prefeito afirmou que alguns desses deputados poderiam estar atrás das grades, se Carlesse não tivesse ajudado. Se também não tivessem tido a ajuda de Carlesse, uma boa parte destes que tentam tirar ele, estariam atrás das grades, porque o governador comprou uma briga que não era dele, que era de alguns deputados. Disse Auri sem especificar que briga seria essa.

De forma precipitada tentam tirar o governador em definitivo do mandato através de impeachment. Vemos pessoas conhecidas da política do Estado, figurinhas carimbadas, pessoas que nunca deixaram de ser governo. Muda-se o governo e eles vendem a alma para permanecer. Declarou o prefeito.

Na avaliação de Auri o deputado Júnior Geo (PROS), sempre se posicionou como oposição e que tem legitimidade para discutir cassação de Carlesse. Todos os demais estavam há poucos dias no Palácio Araguaia aliado e alinhado e declaravam aos quatro cantos os apoios incondicionais. Alguns estão manchando a história do Parlamento. De forma traiçoeira e sorrateira, aqueles que abraçavam o governador, o bajulava 24 horas e que foram ajudados de todas as formas e maneiras, hoje, covardemente, tenta articular sua derrubada. A má intenção, a forma covarde com que vem agindo, nos causa repugnância, nos envergonha como político que somos. Nos fazem repensar nosso futuro político, declarou.

Comentários do Facebook