Após um trabalho ininterrupto de investigação e diligências, policiais civis da 45ª Delegacia de Polícia de Colméia conseguiram desvendar o crime de feminicídio que vitimou uma adolescente de apenas 14 anos, na noite da última quinta-feira, 4. Na oportunidade, com apoio de policiais militares, os agentes da 45ª DP, também efetuaram a prisão em flagrante de um homem de 18 anos, que é apontado como o principal suspeito pelo crime.

Segundo o delegado-chefe da 45ª Delegacia, João Luís Jucá, o crime teria sido cometido porque o autor, que já namorou a vítima, não aceitava o fim do relacionamento. Desse modo, na noite de ontem, o indivíduo teria perseguido a adolescente, que para escapar da iminente agressão, correu para dentro de sua residência. No entanto, o autor foi atrás da jovem e desferiu dois golpes de faca que atingiram o tórax e também o braço da vítima, que chegou a ser socorrida, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos e veio a óbito.

Logo após o crime, as equipes da 45ª Delegacia, com apoio da Polícia Militar e da Polícia Penal passaram a investigar e diligenciar, de forma ininterrupta, identificando a autoria do crime. Em seguida, foram realizadas inúmeras diligências, no sentido de localizar o paradeiro do homem que foi localizado, nesta sexta-feira por volta das 19h, quando se encontrava no interior de um veículo tentando fugir de Colmeia.

Preso, o homem foi encaminhado à 7ª Central de Atendimento da Polícia Civil, em Guaraí, onde foi autuado em flagrante pelo crime de feminicídio. Em seguida, ele foi recolhido à Unidade Penal local, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Motivação

As investigações da Polícia Civil demonstraram que o crime foi motivado pelo fato de o suspeito não aceitar o fim do relacionamento, uma vez que ele já tinha namorado a vítima. O crime também foi presenciado pelo marido da avó da vítima, que ainda tentou impedir o crime, mas não conseguiu.

Comentários do Facebook