Núcleo da Polícia Comunitária do Tocantins arrecadou mais de mil livros de diversos gêneros e os doou para a Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP) - Divulgação SSP

Com o objetivo de proporcionar  a inclusão social por meio do acesso ao conhecimento, o Núcleo da Polícia Comunitária do Tocantins arrecadou mais de mil livros de diversos gêneros e os doou para a Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os 1120 livros (enciclopédias, didáticos e literários) foram arrecadados em parceria com moradores da quadra 1306 Sul, Instituições de Ensino, comerciantes e membros de Associações de Moradores e doados  às pessoas privadas de liberdade que cumprem pena na CPPP nesta segunda-feira, 23.

O diretor da CPPP, Thiago Sabino, destacou que além de proporcionar conhecimento, a ação visa a possibilidade da remissão da pena pela leitura, conforme disposto em Lei Federal, e também o fim ou redução do ciclo da reincidência. Já para o chefe do Núcleo da Polícia Comunitária, Major Vinícius Dourado, “a ressocialização e a reintegração dos reclusos devem ser pensadas por toda sociedade que almeja paz e tranquilidade social”.  Na ocasião da entrega dos livros, foram assinados termos de doação e entregues souvenires ao diretor do Presídio e a pedagoga da Casa de Prisão Provisória de Palmas, Simone Mendes Paulo.

Comentários do Facebook