O corpo de um jovem de 19 anos, encontrado na cidade de Esperantina, região do Bico do Papagaio, foi identificado por papiloscopistas da 2ª Regional de Papiloscopia de Araguaína, órgão subordinado à Superintendência de Polícia Científica, no último sábado, dia 31. O corpo estava sem a cabeça, com os dois braços cortados na altura dos cotovelos e com cerca de 40 perfurações na região do tórax, aparentemente provocadas por golpes de arma branca.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A identificação aconteceu por meio do método papiloscópico padrão que apontou a identidade do cadáver, nascido em 31/03/2001, no município de Ulianópolis, estado do Pará. De acordo com o papiloscopista João Carlos Nery, o prontuário de identificação civil foi expedido pelo Instituto de Identificação do Estado do Maranhão, que prontamente forneceu os dados pessoais e biométricos padrões para o confronto.

A identificação por meio das impressões digitais foi extremamente importante para a liberação do corpo do jovem, uma vez que é um método eficiente para a identificação humana.

Investigação

As investigações para apurar as circunstâncias desse homicídio já foram iniciadas pela Polícia Civil Tocantins e estão a cargo da 7ª Delegacia de Polícia Civil de Esperantina. Esclarece também que testemunhas já começaram a ser ouvidas e que mais detalhes serão divulgados em tempo oportuno.

Comentários do Facebook