Em alusão ao “Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra a Mulher”, a Polícia Militar promoverá a partir deste domingo, 25, e em toda semana que o procede, ações de instruções e nivelamento em todas as Unidades Operacionais do Estado alcançando a maior parte do efetivo existente, para tratar da temática do enfrentamento da violência doméstica e familiar contra o sexo feminino.

Os instrutores para as atividades que seguem foram qualificados entre os dias 05 a 14 de novembro por meio do Curso Nacional Patrulha Maria da Penha realizado na Academia de Polícia Militar Tiradentes, na capital. Os conhecimentos absorvidos serão repassados para toda tropa para redução dos delitos e a qualificação das formas de atuação diante de tal situação, além de compartilhar e conscientizar a uma cultura de paz onde todos são responsáveis.

Em especial os policiais poderão absorver e difundir um pouco mais dos preceitos relativos à Lei Maria da Penha no que trata inclusive do envolvimento em ocorrências pertinentes a este tipo de violência para que possa saber como proceder adequadamente em cada tipo de situação que este tipo de ação gera.

É importante ressaltar que a violência doméstica e familiar contra a mulher é todo ato que resulte em morte ou lesão física, sexual ou psicológica, tanto na esfera pública quanto na privada. Às vezes considerado um crime de ódio, este tipo de violência visa um grupo específico, com o gênero da vítima sendo o motivo principal, o que significa que os atos de violência são cometidos contra as mulheres expressamente porque são mulheres.

Comentários do Facebook