Foto: spooh/iStock
Foto: spooh/iStock

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou denúncia contra passageiro que, no dia 17 de agosto de 2018, expôs aeronave comercial a perigo ao fumar em seu interior, em pleno voo. O passageiro que embarcou no Voo 1760 da Companhia Gol Linhas Aéreas, trajeto de Brasília à Palmas, ascendeu um cigarro cerca de 20 minutos após a decolagem. Mesmo sendo advertido pela tripulação e por outros passageiros, o acusado persistiu e continuou fumando na aeronave em voo, ao ser abordado de forma mais incisiva, permaneceu alterado e provocou tumulto.

Após o pouso, o passageiro foi contido por policiais federais e conduzido à Superintendência do Departamento de Polícia Federal no Tocantins.

Para o MPF o passageiro expôs a aeronave a risco de incêndio e consequentemente, à queda, mesmo depois de advertido. A denúncia foi encaminhada à 4ª Vara da Seção Judiciária do Tocantins, que tem 10 dias para se manifestar.

 

Comentários do Facebook