Banco da Amazonia

A Polícia Civil prendeu na tarde desta terça-feira (27) um estagiário de 21 anos de uma empresa que presta serviços jurídicos ao Banco da Amazônia (Basa) por suspeita de desvios de dinheiro. O jovem teria tido acesso aos documentos de hipoteca da agência de Palmas e realizado a fraude iniciando processos de averbação e recolhendo taxas cartorárias. A suspeita é de que o prejuízo seja de pelo menos R$ 170 mil.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo o delegado Ricardo Real, que fez a prisão, no momento em que foi abordado o suspeito estava prestes a realizar mais uma retirada. Com ele, foram apreendidos R$ 40 mil. O estagiário foi levado para a 1ª Delegacia da Polícia Civil na Avenida Teotônio Segurado para prestar depoimento.

Funcionários do banco e da prestadora de serviços jurídicos também estiveram no local na condição de testemunhas. Os nomes do estagiário e da empresa envolvida não foram divulgados. O Banco da Amazônia foi procurado para comentar o caso e ainda deve se manifestar.

Dinheiro foi apreendido com o estagiário — Foto: Mayky Araújo/Divulgação

De acordo com a Polícia Civil o rapaz vai responder por estelionato, fraude de documentos públicos e crime contra a fé publica. (G1)

Comentários do Facebook