Marcelo Miranda em Araguatins
Marcelo Miranda em Araguatins

Nos últimos dois dias, o produtor rural Eumides da Silva, 57, acordou um pouco mais cedo. Animado, percorreu 59 quilômetros de Axixá a Araguatins. Ele é um dos mais de 500 participantes da 3ª edição do Fórum de Desenvolvimento Econômico do Tocantins, que reúne colaboradores de 26 municípios da região do Bico do Papagaio. O resultado das discussões foi conferido pelo governador Marcelo Miranda, na tarde desta sexta-feira, 20, em Araguatins, cidade que sediou o evento.

“Ouvi a notícia pelo rádio e vim pra participar dessa discussão. Sou um pequeno produtor de leite e de óleo de babaçu. Estou animado com essa oportunidade de discutir coisas práticas para nossos negócios”, disse Eumides. O pensamento dele foi reforçado pelo prefeito de Itaguatins, Cláudio Santana. “Não podemos ficar de braços cruzados diante das dificuldades. Precisamos de ações como esta, que nos motivam a buscar soluções que gerem emprego e renda”, completou.

A proposta do Fórum reforça o conceito de governo municipalista, defendido por Marcelo Miranda. “Esses encontros são mais uma forma de aproximação do Governo com a população, uma alternativa para discutirmos e encontrarmos soluções conjuntas, definindo as prioridades para cada região”, disse ele, interrogando: “como discutir e definir políticas públicas sem ouvir, sem o envolvimento da população? É isso que estamos fazendo aqui hoje: ouvindo os que querem dar sua contribuição para o desenvolvimento do Estado”.

Marcelo Miranda destacou as potencialidades da região do Bico do Papagaio, hoje com cerca de 226 mil habitantes. Segundo ele, o setor econômico tem como pontos fortes a Agropecuária e a Agricultura, ambos representando 30% da economia do Estado. “O comércio representa 21%, a indústria 10%, enquanto o setor de serviços representa 9%. Precisamos aumentar esses percentuais. Para isso, precisamos nos preparar, incentivar o desenvolvimento em todos os setores”, motivou.

“Esse evento representa a troca de experiências e de oportunidades. Esse tipo de discussão é o que diferencia o Tocantins: por ouvir seus munícipes”, disse a deputada federal Dulce Miranda. “Temos que ouvir a comunidade para definir prioridades. Não adianta defender um projeto para plantação de mandioca, num município que tem vocação para outra cultura”, arrematou.

Segundo o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura, Alexandro de Castro, durante dois dias o Fórum provocou discussões acerca de temas que envolvem desafios a serem enfrentados para uma gestão eficiente. “Levantamos propostas práticas que nos nortearão no processo de captação de recursos e de oportunidades de negócios para as cadeias produtivas da piscicultura, avicultura, leite e derivados, além das atividades extrativistas”, resumiu.

Parceiros

O Fórum é uma iniciativa do Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden), em parceria com a Agência de Fomento, Banco do Empreendedor, Junta Comercial do Estado, Secretaria de Estado do Trabalho e Assistência Social (Setas), Agência Tocantinense de Saneamento (ATS) e o apoio do Conselho de Desenvolvimento Econômico do Tocantins (CDE).

Participantes

Marcelo Miranda esteve acompanhado da primeira-dama e deputada federal Dulce Miranda, do deputado federal Lázaro Botelho; dos deputados estaduais Amélio Cayres, Valderez Castelo Branco; secretários de Estado, prefeitos, secretários municipais, vereadores, representantes de classes, empresários e empreendedores das cidades envolvidas.

Edições anteriores

A primeira edição foi realizada em Guaraí, reunindo municípios do Centro Norte; e a segunda foi em Gurupi, com cidades da região Sul.

 

Comentários do Facebook